Abel Braga deixou de lado o empate por 1 a 1 com o Botafogo, no domingo, e preferiu exaltar a dedicação dos jogadores do Fluminense, cansados após a vitória sobre o Zamora, na noite de quinta-feira, pela Copa Libertadores.

“A minha última preocupação hoje era com o resultado. A maior importância deste jogo foi a dedicação do meu grupo”, afirmou o treinador, lembrando que a delegação só chegou ao Rio no sábado.

“Chegamos às 5h30 da manhã no hotel ontem [sábado] após uma madrugada cansativa de viagem e os jogadores já treinaram à tarde nas Laranjeiras. Mas fizeram um treino com tanta vontade, tanta dedicação, que me emocionou muito”, elogiou Abel.

Por conta da motivação do elenco, o técnico arriscou mandar a campo no domingo o time titular, surpreendendo o Botafogo. “Eu sempre quis colocar o meu time principal. Mas dependia da condição deles. Vi que o Botafogo fez um treino a portas fechadas e acabei querendo criar um fator surpresa. Mas isso só foi possível em função da vontade deles”, declarou.

“Nada para mim foi mais digno do que a dedicação do meu grupo hoje. Todos eles pediram para jogar. O torcedor tricolor pode colocar em letras maiúsculas que torce por um time de guerreiros”, afirmou.

Depois da “maratona” da última semana, o Fluminense terá uma semana mais tranquila. O time só voltará a campo no sábado para o duelo com o Madureira, fora de casa, em rodada da Taça Rio.