Com a melhor campanha do segundo turno do Brasileirão e ocupando a terceira colocação, o Fluminense espera assumir a liderança provisória do campeonato no sábado, quando enfrenta o lanterna América-MG no Engenhão. Afinal, aposta na vitória para chegar aos 59 pontos, ultrapassando Corinthians e Vasco, que têm 58 e jogam apenas no domingo nesta 34ª rodada.

Apesar do otimismo da torcida, o técnico Abel Braga tem procurado alertar os atletas do Fluminense para os perigos do bom momento. “Se fala muito do Fluminense. Somos o time da moda. E isso é muito ruim, porque até agora ninguém lembrava de nós”, comentou o treinador. “Viramos manchete todos os dias nos jornais. O momento que estamos passando é a chamada armadilha do sucesso. Precisamos estar precavidos.”

Mas a empolgação, pelo menos do torcedor, é evidente. Algumas filas se formarão nesta quarta-feira, primeiro dia de venda de ingressos para o jogo de sábado. Com a promoção na qual a entrada mais cara sai por R$ 30,00, a expectativa é de que o time leve mais de 30 mil torcedores ao Engenhão.

Com dois desfalques para armar o time, Abel testou nesta quarta-feira a opção mais natural para substituir o lateral-esquerdo Carlinhos e o meia Deco. Jefferson assumiu a posição na defesa, enquanto o argentino Lanzini entrou no meio-de-campo. “O Lanzini entra na vaga do Deco e o Jefferson ficará do lado esquerdo. É o lateral que nós temos e está muito bem”, antecipou o treinador.