enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Abel critica calendário e ameaça mistão do Flu em finais

Depois de comandar o Fluminense na vitória por 2 a 0 sobre o Bangu, no último domingo, em São Januário, onde o time assegurou classificação às semifinais da Taça Rio como líder do Grupo B, o técnico Abel Braga não poupou críticas ao calendário do futebol brasileiro. Tendo em vista o fato de que a equipe terá de ir até o Equador para encarar o Emelec, no dia 2 de maio, no duelo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, o comandante não descartou a possibilidade de escalar um time misto na semifinal diante do Volta Redonda, no próximo domingo, e até em uma possível decisão do segundo turno do Campeonato Carioca, no dia 5 de maio.

Abel falou sobre esta possibilidade ao reclamar também do fato de que o calendário do futebol nacional estará muito apertado em 2014, quando o País sediará a Copa do Mundo e o Campeonato Carioca está previsto para começar em 8 de janeiro, logo após o término das férias de fim de ano dos jogadores.

“Quem está na Libertadores aqui sofre”, disse Abel, para depois reclamar: “E ano que vem vai ser ainda pior. Tem que dar um troféu para quem organiza isso (Copa do Mundo)”. “O Brasileiro acaba no início de dezembro e o Carioca já começa no dia 8 de janeiro. Como vamos fazer? E as férias dos jogadores? Dá vontade de fantasiar todo mundo de baiana porque isso está um carnaval. É impressionante, o único país que não consegue se organizar para sediar uma Copa”, detonou, em entrevista coletiva.

Já ao ser questionado se poderá poupar jogadores nos confrontos decisivos do segundo turno do Carioca, o treinador respondeu: “Dependendo do resultado, o que posso fazer? Podemos colocar time misto nas finais. Infelizmente, é o que nos resta. Se tiver que priorizar uma competição, é claro que será a Libertadores”.

Já ao projetar o confronto diante do Volta Redonda, Abel admitiu surpresa por ter escapado do Botafogo na semifinal. Isso ocorreu porque o Resende, antes líder do Grupo B, perdeu por 3 a 2 do eliminado Boavista, fora de casa, e acabou fechando esta fase no segundo lugar, um ponto atrás do Fluminense.

“Foi uma surpresa pegar o Volta Redonda. Tinha certeza que ia pegar o Botafogo. Eles (do Volta Redonda) nos deram trabalho no primeiro turno e se chegaram é porque o time é bom. Vamos respeitá-los até porque a obrigação da vitória é toda nossa”, enfatizou o treinador, que completou 200 jogos à frente do Fluminense no último domingo.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas