Polêmicas, confusões, brigas…2016 foi agitado no futebol paranaense. Em campo, o Atlético foi o único a comemorar.

Justiça confirma que Vila Capanema não é mais do Paraná

Foto: Giuliano Gomes
Foto: Giuliano Gomes

A perda da Vila Capanema por parte do Paraná Clube para a União agora é oficial. Na tarde da última segunda-feira (28), o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) confirmou que os três desembargadores que votaram no caso foram favoráveis à reintegração da posse do terreno à União, assim como ao direito de o Tricolor de receber indenização pelas benfeitorias feitas no estádio desde 1971. No entanto, houve desacordo entre os desembargadores acerca do valor de indenização. E é esta situação que dá esperanças ao Tricolor de permanececer com o estádio. (veja a matéria completa)

Walter vai à sede de organizada, agora rompida com o Atlético

Foto: Hugo Harada
Foto: Hugo Harada

O “Waltergate” teve nesta quinta-feira (14) outro capítulo. O atacante Walter, pivô da confusão entre a torcida organizada Os Fanáticos e o Atlético, foi à sede da facção e, segundo publicação no Facebook, encerrou a briga que começou no domingo. (veja a matéria completa)

Atlético vence o Coxa de novo e é campeão estadual

Foto: Daniel Castellano
Foto: Daniel Castellano

 

O voltou a comemorar um título depois de sete anos. Na tarde deste domingo(8), no Couto Pereira, o time atleticano podia perder por até dois gols, mas fez mais e conquistou o Campeonato Paranaense de 2016 com uma nova vitória sobre o Coritiba, desta vez por 2×0, que acabou de vez com o jejum de títulos. De quebra, Walter fez um gol e fez as pazes com as redes. O outro gol foi marcado por Ewandro. (veja a matéria completa)

Arena da Baixada ganha o mundo depois do UFC 198

Foto: Marcelo Andrade
Foto: Marcelo Andrade

A Arena da Baixada, que recebeu no sábado (14) o UFC 198, está finalmente começando a cumprir o seu papel. O estádio entrou na rota dos grandes eventos mundiais e, assim, está conseguindo potencializar o caixa do clube para fazer os investimentos necessários no futebol. Além do público de 45.207 pessoas o terceiro maior da história do UFC, a marca do Atlético ficou em evidência para bilhões de pessoas em 150 países durante a noite do último sábado. (veja a matéria completa)

Juan leva gancho do Coxa, mas crise ainda não acabou

Foto: Albari Rosa
Foto: Albari Rosa

Abatido, Juan entrou na sala. Nem de longe parecia o cara exaltado que xingou Pachequinho após ser substituído na partida contra o Atlético-MG, na segunda-feira (18). Logo atrás dele, o diretor de futebol do Coritiba Alex Brasil. Enquanto o jogador mantinha o ar sério, o diretor tentava transparecer um clima de tranquilidade. Juan não respondeu perguntas, apenas fez um pronunciamento. Em pouco menos de três minutos, em um discurso que parecia decorado, o meia pediu desculpas. (veja a matéria completa)

Fanáticos e Atlético batem de frente novamente

Foto: Hugo Harada
Foto: Hugo Harada

A briga entre Os Fanáticos e a diretoria do Atlético ganhou mais um capítulo. Vitória à parte do Furacão, a torcida organizada tentou peitar o clube. Antes de a bola rolar, facção divulgou uma nota nas redes sociais orientando seus associados a enfrentarem a proibição de materiais e camisas determinada pelo Furacão nos jogos realizados na Arena da Baixada, se apoiando no Estatuto do Torcedor, que segundo a facção confere apenas à Justiça o poder de impor sanções às torcidas – quer dizer, a decisão da diretoria atleticana seria contrária ao Estatuto. (veja a matéria completa)

Descartado por Petraglia, Walter é recebido com festa pela torcida do Goiás

Foto: GloboEsporte.com
Foto: GloboEsporte.com

O atacante Walter, que viveu bons momentos com a camisa do Atlético e foi desligado do clube na semana passada, desembarcou no final da manhã desta segunda-feira (22) e já vestiu a camisa do Goiás, que está em situação difícil na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. O jogador foi recebido no Aeroporto de Goiânia nos braços da torcida do time esmeraldino, onde é ídolo e, atualmente, chega como a grande esperança do clube para deixar as últimas colocações da segunda divisão. (veja a matéria completa)

Weverton, o nosso campeão olímpico de futebol

Foto: DHAVID NORMANDO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: DHAVID NORMANDO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Um dia de glória, que nunca mais será esquecido, especialmente pelo goleiro Weverton, do Atlético. Ele foi o nome da decisão da medalha de ouro no futebol masculino nas Olimpíadas do Rio. Depois de 120 minutos de bola rolando e a persistência do empate por 1×1 no placar, a decisão foi para as cobranças de pênaltis. Tanto os jogadores do Brasil quanto da Alemanha foram acertando um atrás do outro, com os goleiros chegando perto de defender, mas sempre vendo a bola balançar a rede. Até que o placar marcava 4×4 nas penalidades, parte para cobrança o atacante Petersen. Ele colocou a bola na marca, tomou distância e bateu. Foi aí, que brilhou a estrela de Weverton. Ele pegou o pênalti e depois viu Neymar marcar o quinto do Brasil e garantir a inédita e tão sonhada medalha de ouro. (veja a matéria completa)

Virou guerra! Coxa banca telão no Couto e só torcida do Furacão está no clássico

bacellar-petraglia

A torcida pediu e a diretoria do Coritiba atendeu. Foi disponibilizado um telão para o torcedor coxa-branca acompanhar o clássico contra o Atlético, que acontece neste domingo (16), na Vila Capanema. A medida partiu da torcida e foi aceita pela cúpula do Verdão depois de o Furacão majorar o preço dos ingressos para a torcida visitante, que vão custar R$ 200, o dobro do que os preços praticados normalmente nas partidas realizadas na Arena da Baixada. (veja a matéria completa)

Atlético e Coritiba deixam a Primeira Liga e mostram união a favor do futebol paranaense

Foto: Antonio More
Foto: Antonio More

Coritiba e Atlético, membros fundadores da Primeira Liga, decidiram, na tarde de terça-feira (22), depois de uma reunião realizada em Belo Horizonte, que estão fora da edição de 2017 da competição regional. O principal motivo da desistência da dupla foi a divergência quanto a divisão dos valores das verbas de televisão. O pedido era para que os valores fossem divididos igualmente entre os participantes, mas não houve o acordo e, assim, os dois principais clubes do Estado não disputarão o campeonato na próxima temporada. Com isso, o Paraná Clube pode ser o único representante paranaense no torneio. O Londrina pode ficar com uma das vagas ainda. (veja a matéria completa)

Primeira Liga terá 16 times, reformula grupos e Paraná pega Londrina

Foto: Albari Rosa
Foto: Albari Rosa

Duas semanas depois de anunciar a tabela da Primeira Liga, com a presença de 15 clubes, os representantes das equipes participantes se reuniram na última terça-feira (6) e mudaram praticamente tudo que haviam definido. A primeira grande mudança é a entrada do Ceará, que será o 16º participante da competição. (veja a matéria completa)

Coritiba se reunirá com dono do Pinheirão para ter nova casa

Foto: Arquivo
Foto: Arquivo

O final do ano pode ser movimentado no Coritiba. Pelo menos nos bastidores. Ainda este ano, está prevista uma reunião entre dirigentes do clube e o empresário João Destro, dono do Pinheirão, para tentar um acordo e utilizar o terreno como a nova casa do Coxa. (veja a matéria completa)

EXTRA!

Coxa registra e dá número a jogadores que não ficarão no clube

Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

Em busca de reforços para a sequência do Campeonato Brasileiro, o Coritiba chamou a atenção do torcedor na última segunda-feira (20), quando registrou no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF a ‘contratação’ de dois jogadores, os meias Dion Henrique, de 31 anos, e Ricardinho, de 34. Nomes completamente desconhecidos, mas que só estão de passagem pelo Coxa, rumo ao futebol chinês. Pelo menos esta é a explicação oficial do clube. (veja a matéria completa)