Em um curto prazo, o curso técnico tem sido a melhor alternativa para muita gente que busca capacitação para entrar no mercado de trabalho ou qualificação para alçar cargos maiores (em época de crise econômica, aumentar as habilidades também pode ser uma opção se manter no emprego). Além do tempo considerado pequeno para a realização do curso, os bons salários têm atraído candidatos a cursos técnicos.

Em algumas áreas, o técnico ganha mais do que um graduado. “Os salários atrativos se dão devido à escassez de funcionários qualificados. A remuneração média aponta cargos que chegam a R$ 8 mil mensais. Às vezes isso é muito mais do um curso superior pode proporcionar. Depende da área, da experiência e da região onde a vaga é oferecida”, explica Tiago Reis, sócio do centro de ensino técnico Grau Técnico.

O técnico é valorizado na hora da contratação devido a capacidade de solucionar problemas – o que ajuda a explicar a remuneração média desses profissionais.

Ele explica que muitos estudantes de ensino médio podem passar por um curso técnico. “No entanto, o diploma só será entregue se ele tiver o ensino médio concluído”, garante.

Se tornar um profissional de nível técnico pode ser vantajoso em termos de remuneração Um levantamento do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, o Senai, revela que um diploma técnico pode aumentar a renda de um trabalhador em até 24%.

Gerenciando o centro de cursos presente em 10 estados e com mais de 30 mil alunos ativos, Tiago defende que além do pouco tempo de curso, o salário tem sido o grande chamariz. “Além disso, as pesquisas revelam que 70% dos alunos formados em cursos técnicos estão conseguindo emprego já no primeiro ano após a conclusão do curso”, ressalta.

Profissões técnicas mais bem pagas no Paraná

Supervisor da mecânica de precisão e instrumentos musicais R$ 6.092,68
Técnico em mineração 5.996,84
Desenhista técnico em eletricidade, eletrônica, eletromecânica, calefação e refrigeração R$ 5.609,94
Supervisor da fabricação e montagem metalomecânica R$ 5.512,39
Técnico de apoio em pesquisa e desenvolvimento R$ 5.082,33

**Valores de dezembro de 2014 atualizados para agosto de 2015 pelo IPCA

Fonte: Ministério do Trabalho.