enkontra.com
Fechar busca

Publicidade

Santa Felicidade São Braz

Avenida do medo

Foto: Gerson Klaina.
Magaléa Mazziotti
Escrito por Magaléa Mazziotti

Câmeras de monitoramento como solução para inibir a ação dos bandidos. Na Avenida Toaldo Túlio, que atravessa os bairros São Braz e Santa Felicidade, a solução divide opiniões, embora a sensação de insegurança tenha tomado conta da rotina de moradores e comerciantes da região. “Seria bom instalar, mas é indispensável ter mais policiamento, porque eles fazem os assaltos à mão armada em plena luz do dia”, afirma o comerciante Márcio Silva, 38 anos.

Márcio pede mais policiamento. Foto: Gerson Klaina.

Márcio pede mais policiamento. Foto: Gerson Klaina.

O comerciante Luciano Ambroziak, 38, acredita que o ideal é aumentar o número de policiais pela rua. “Hoje os bandidos não têm mais medo de nada, não sei se as câmeras vão mudar essa realidade, o melhor seria ver mais policiais circulando por aqui”, comenta.

Segundo a Guarda Municipal de Curitiba, o processo de licitação para aquisição dos equipamentos está em fase final. Por causa da reformulação do sistema de videomonitoramento, que integra as câmeras de vigilância nas vias públicas ao Centro de Controle Operacional (CCO), que fica na rodoferroviária, essa ação envolve também a utilização de fibras, instalação das câmeras e o funcionamento das conexões que possibilitam o gerenciamento das imagens. Por isso, a previsão da GM é de poder contar com essas câmeras em funcionamento nos próximos meses.

Leia mais sobre São Braz e Santa Felicidada

Sobre o autor

Magaléa Mazziotti

Magaléa Mazziotti

Magaléa é jornalista desde 2001, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. E-mail: magaleam@tribunadoparana.com.br Twitter: @Maga_M

Deixe um comentário

avatar

6 Comentários em "Avenida do medo"


fernando rocha
fernando rocha
3 anos 8 meses atrás

Engraçado HM é que o desgovernador para bater em professores, manda efetivo policial, mas para patrulhar os bairros, dar segurança ao povo, ai ninguém manda efetivo. No CIC tem muitas viaturas que tão paradas por falta de conserto, no Juvevê também a mesma coisa. Por isso que os guardas da GM fizeram greve não é só por causa do interesse deles não. Eles fizeram greve pedindo a volta dos módulos da GM que muitos tão abandonados e também o fim do sucateamento da frota. Quantas viaturas da GM estão paradas correndo o risco de apodrecer

HM
HM
3 anos 8 meses atrás

Mas o efetivo tem que ficar na prefeitura e Centro Cívico, né?

mauro quint seronato
3 anos 8 meses atrás

por isso sou favorável ao porte de arma pelo cidadão comum com arma na cinta de repente alguns desses vagabundos que sabem que o cidadão de bem anda desarmado iriam abraçar o diabo no meio do inferno , nos estados unidos os cidadãos podem andar com arma na cinta aqui no brasil não que tem muito mais marginais pé de chinelo

Ernani Amaral
Ernani Amaral
3 anos 8 meses atrás
Cadê os vereadores que apoiaram a região ou que passam por aí pedindo votos em 2012? Vai faltar caracteres aqui no comentário para citar o nome de muitos que foram eleitos e não fizeram absolutamente nada pela Cidade. Não adianta transferir a culpa somente na polícia, foram eleitos vereadores com o seu voto, cadê por exemplo o Paulo Rick, Aladim, entre outros que se elegeram através da fama de personalidades do esporte ou porque são filhos de ex políticos , delegados ou aquelas figurinhas bizarras que são lembrado horas antes de escolher o voto, algo do tipo Toninho da Farmácia,… Leia mais »
JJO
JJO
3 anos 8 meses atrás

A verdade que há uma mera sensação de segurança,temos na rua da cidadania Santa Felicidade 10 bicicletas novas enferrujando em uma sala,que poderia estar patrulhando toda essa área mas jogaram no lixo esse projeto,a alegação é de que não tem efetivo,o problema não é esse e sim de planejamento coloco 8 guardas e cubro esse local com segurança de seg/seg,mas infelizmente não há vontade daqueles que estão na direção.

fernando rocha
fernando rocha
3 anos 8 meses atrás

Tem que ter mais policiamento ostensivo nessa região. Conheço a Avenida Toaldo Tulio e o Santa Felicidade. Nessa região nunca teve tanto assalto como agora.

wpDiscuz
(41) 9683-9504