Publicidade

Novo Mundo

Música no sangue

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=F2E2lAp1SPk[/youtube]Os instrumentos musicais têm presença forte na árvore genealógica do afinador de piano Márcio Ferreira Marques, 44 anos. Seu bisavô era compositor e luthier, tocava violão, violino, e começou a fazer afinações em Juiz de Fora (MG). Seu avô cresceu naquele inspirado ambiente, pelo qual foi contaminado. Mudou-se para Apucarana (PR) e abriu a loja Lira Musical, que vendia de pandeiro a piano de cauda.

 Em sua loja no Novo Mundo, Márcio faz afinação, venda, restauração e manutenção de pianos. Foto: Giuliano Gomes.
Em sua loja no Novo Mundo, Márcio faz afinação, venda, restauração e manutenção de pianos. Foto: Giuliano Gomes.

“Na infância, a minha diversão era esperar o vô chegar da loja e pendurar a chave num prego. Meus primos e eu íamos lá, pegávamos a chave escondidos e invadíamos a loja fechada, para ficar fazendo um som”, recorda-se Márcio. Outra boa lembrança dos tempos de menino é uma apresentação que ele fez junto com o avô para uma emissora de tevê local. “Tocamos ’O Bife’ no piano, a quatro mãos.”

Com essas influências, era quase impossível que o neto não se envolvesse com o mundo da música. Aos 18 anos, surgiu a oportunidade de Márcio fazer um curso de afinação na famosa Essenfelder, fabricante de pianos curitibana com fama internacional. Ele veio para a capital, fez as aulas, foi aprovado no exame final e iniciou sua carreira como afinador.

Início

O começo não foi fácil. O afinador iniciante ia de porta em porta de escolas de música e teatros, deixando seus contatos. Como autônomo, começou suas atividades em 1991. Sete anos depois, abriu a loja física, SOS Pianos, no Novo Mundo, que além de afinação, faz venda, restauração e manutenção de pianos. Hoje, conta com uma carteira de 3 mil clientes em todo o país.

A quinta geração da família está se preparando para perpetuar a tradição. O filho de Márcio, Caio Marques, 21, fez o curso de afinação na fábrica Fritz Dobbert, de São Paulo, e está prestes a assumir o comando da loja. Já o pai tem outros planos. Com um furgão que ele chama de “piano truck”, quer levar sua expertise para todo o Brasil e Mercosul com o projeto iniciado há seis meses: o Doutor Piano, um empreendimento de afinação e reparo itinerante.

Equipamento usado pra deixar o som dos instrumentos impecável. Foto: Giuliano Gomes.
Equipamento usado pra deixar o som dos instrumentos impecável. Foto: Giuliano Gomes.

Uma afinação por dia

Um piano tem 230 cordas, e leva de uma hora a uma hora e meia para ser afiado. Um instrumento usado para shows frequentes precisa ser afinado a cada apresentação. Já um piano de uso residencial requer uma afinação a cada seis meses.  Por ser um ofício raro, os serviços de Márcio são bem requisitados. “Todos os dias eu faço pelo menos uma afinação”, conta. A assistência, que inclui limpeza interna e minimanutenção, custa em média R$ 350.

Serviço:

SOS Pianos

Rua Irmãs Paulinas, 5060 – Novo Mundo

Fone: (41) 3327-8000/ (41) 9985-8687

www.sospianos.com.br

Sobre o autor

Luisa Nucada

Luisa Nucada

Luisa Nucada é jornalista formada pela UFSC.

(41) 9683-9504