Publicidade

Litoral

Casal transforma Fiorino em casa pra rodar o mundo com cadelinha

Eloá Cruz
Escrito por Eloá Cruz

A bordo de uma Fiat Fiorino, o jovem casal paulista Marcelo Ferreira Gama, de 27 anos, e Tamires Bittencourt Santos, de 26, acompanhados da pequena Lhasa Apso Amora, vive uma vida compacta em busca de um sonho: dar a volta ao mundo. Temporariamente em Pontal do Paraná, no litoral do estado, o programador web e a web designer saíram de São Paulo e estão na estrada há quase quatro meses. O próximo grande destino? Chegar ao Ushuaia, na Argentina, a cidade mais ao sul do planeta.

O plano de viagem não para na Terra do Fogo. A proposta é sair do Ushuaia e seguir ao norte, em direção ao Alaska, nos Estados Unidos. “A ideia é chegar lá [no Alaska] em 2022. Vamos colocar o carro num container em Cartagena, na Colômbia, para fazer o trajeto até o Panamá”, explicou Marcelo. Por enquanto, os jovens conhecem aos poucos o sul do país.

LEIA TAMBÉM – Pai faz rifa de Kombi para manter o filho vivo em Curitiba

Fiorino adaptada se transformou na casa do casal. Foto: arquivo pessoal.

Durante a semana, os dois trabalham remotamente para várias empresas. “Passamos boa parte do dia trabalhando. A gente sempre reserva duas horas para falar da viagem. Passamos um cafezinho e decidimos o roteiro”, comenta a web designer Tamires. Com a vida minimalista, as tarefas como lavar a roupa e procurar por um banho é o que mais pega, mas os pequenos problemas se resolvem rápido com a ajuda de moradores de cada local visitado.

A pequena Amora, a Lhasa Apso de cinco anos, acompanha o casal e logo se adaptou. “A gente tinha até um pouco de receio de viajar com ela no início, mas ela nos surpreendeu. Ela já identificou que a casa dela é a Fiorino. Para ela, cada dia a brincadeira é num ‘quintal’ diferente”, comemora Tamires. 

Casa de quatro rodas

Com a proposta de fazer com que os custos da viagem fossem baixos, o casal preferiu adaptar um carro ao invés de investir numa motorhome. “O pai da Tamires, que foi o grande apoiador do nosso projeto, deu a ideia de transformar uma Fiorino. A gente não precisava de tanto espaço e também a Fiorino não dá tanta manutenção, é um carro mais barato”, explica Marcelo. O carro virou uma casa completa: tem cozinha, sala e quarto para o casal. 

Do início do projeto até sair com o pé na estrada, o casal se preparou para uma vida mais compacta e prática. “Em cinco anos, a gente aprendeu como trabalhar online, fazer marketing digital. O legal foi que a gente não pagou nenhum curso, aprendemos muito pelo You Tube e conseguimos contrato com uma empresa, fora nossos clientes avulso”, revela o jovem programador. Com a renda, os dois conseguem custear a viagem.

A pequena Lhasa Apso Amora acompanha o casal. Foto: arquivo pessoal.

Rotina de viagem

A ideia do casal é viver na estrada. Os dois passam a semana estacionados em local seguro, que pode ser um camping ou num posto da polícia militar, corpo de bombeiros e delegacias. A viagem mesmo acontece aos fins de semana. 

Mesmo conhecendo um lugar diferente a cada semana, o casal percebeu que a melhor experiência está em aprender coisas novas cada dia. “Estamos evoluindo bastante como ser humano. A gente conheceu muita gente boa, nos presentearam com frutas, pão, muita comida. A receptividade nos surpreendeu muito”, comentou o viajante, entusiasmado. A vida na estrada, na visão dos dois, é muito mais fácil do que tinham imaginado.

Sobre o autor

Eloá Cruz

Eloá Cruz

(41) 9683-9504