enkontra.com
Fechar busca

Publicidade

Curitiba Juvevê Prado Velho

Polos gastronômicos

Foto: Reprodução/Facebook.
Tribuna do Paraná
Escrito por Tribuna do Paraná

Curitiba está prestes a ganhar dois novos polos gastronômicos reconhecidos por lei municipal. Na sessão desta terça-feira (17), a Câmara Municipal aprovou em segundo turno, com 29 votos favoráveis, o projeto do vereador Bruno Pessuti (PSD) que cria o Polo Gastronômico do Alto Juvevê. Agora, a proposta aguarda sanção do prefeito Rafael Greca. E em primeiro turno, com 28 votos a favor, passou a criação do Polo Gastronômico da avenida Senador Salgado Filho, iniciativa do vereador Helio Wirbiski (PPS). Também proposto por Pessuti, o Polo Gastronômico da Itupava, entre as ruas Ângelo Lopes e Schiller, foi o primeiro a ser formalizado na capital, ano passado, e terá o lançamento oficial no final deste mês de outubro.

O polo do Alto Juvevê compreende trechos da avenida João Gualberto e das ruas Rocha Pombo, Augusto Stresser, José de Alencar, Arthur Loyola, João Américo de Oliveira, Recife e Munhoz da Rocha. “É muito mais que a Feira do Alto Juvevê [Alto Juvevê Gastronomia]. A feira é só uma parte do polo”, explicou o autor do projeto. Segundo Pessuti, “o benefício é para todos. Os polos trazem benefício às calçadas, à segurança pública, à iluminação, à criação de regras”. “Havendo marco jurídico, poderão ser aplicados recursos [públicos] nas calçadas, por exemplo, assim como está sendo na região da Trajano Reis.”

Já o projeto de Wirbiski delimita o polo gastronômico à extensão da avenida Senador Salgado Filho, via que começa no Prado Velho, em frente a PUCPR (Pontifícia Universidade Católica), e atravessa o Guabirotuba e o Uberaba até a divisa com o município de São José dos Pinhais. A discussão do projeto deve ser retomada nesta quarta-feira (18), na votação em segundo turno. “Com o polo, a região se torna atrativa para a instalação de bares, restaurantes e cafés, trazendo desenvolvimento para a região e para o comércio local”, diz o idealizador da iniciativa.

Incentivos

De acordo com o Plano Diretor, os polos gastronômicos podem receber incentivos como a flexibilização de projetos de caráter provisório que utilizem o passeio (respeitada a circulação de pedestres e a acessibilidade); a autorização simplificada para eventos realizados por associação regularmente constituída para representar seus estabelecimentos; a permissão simplificada para intervenções decorativas temporárias; a realização de treinamento e qualificação de mão de obra; a preferência para fechamento de ruas em datas comemorativas; e estudos para ampliação de linhas e horários do transporte coletivo.

Sobre o autor

Tribuna do Paraná

Tribuna do Paraná

Buscamos os mais variados tipos de histórias na Grande Curitiba e litoral: curiosas, engraçadas, problemáticas, exemplos de vida... E-mail: cacadores@tribunadoparana.com.br

Deixe um comentário

avatar

13 Comentários em "Polos gastronômicos"


Paulo Cesar
Paulo Cesar
1 ano 1 mês atrás
Como sempre estes vereadores trabalhando em prol do “povão”, cada uma que eles fabricam naquela CMC que é de encher a gente de vergonha pelo que vaza de lá. Criar bolsões de gastronomia na cidade é só para dar lazer ao gordo rico da cidade. Pois ações que beneficiam realmente a quem precisa, isso estes “representantes” do povo não tem cabeça para pesar. Ah! Vão dizer, vai gerar emprego. Vai é gerar muito que muito, uma meia dúzia e olha lá! O povo precisa de fiscalização nas ações do Prefeito, das empresas prestadoras de serviço ao Município que hoje estão… Leia mais »
EL PODEROSO TORNADO!
EL PODEROSO TORNADO!
1 ano 1 mês atrás

Pólos gastronômicos feitos por vereadores riquinhos para a elite curitibana, tudo em lugares onde ricos moram, para mais ninguém! Pólos onde a comida é boa e barata, acessível a classe média baixa nem pensar, afinal são os ricos que dão dinheiro para a campanha dos “nossos” legisladores, não é mesmo?!?

fernando
fernando
1 ano 1 mês atrás

Com certeza El Poderoso, esses polos gastronômicos só servem para uma coisa, favorecer a elite curitibana.

Mário
Mário
1 ano 1 mês atrás

As feiras são na cidade . Pra uns e mais acessível , pra outros menos .
Ninguém vai fazer uma feira destas na favela do parolin ou na vila zumbi

Mário
Mário
1 ano 1 mês atrás

Existem feiras em diversos bairros da cidade
Os preços são na msma faixa ou um pouco acima da média .
Informe se melhor

Ribas Tiago
Ribas Tiago
1 ano 1 mês atrás

Poucos não sabem, a maioria dos proprietários dos terrenos dos polos gastronômicos e também das lojas que oferecem cardápios através de franquias e também marcas próprias são pessoas ligado diretamente à políticos. Os planos diretores já são direcionados, onde não é qualquer empresário que vai ter facilidade em implantar um polo gastronômico no seu perímetro.

Cesar Coxa
Cesar Coxa
1 ano 1 mês atrás

Até aqui vc vem falar bobagens, hein desocupado !!!

Paulo Cesar
Paulo Cesar
1 ano 1 mês atrás

É o seguinte mentecapto CHIKUNGUNYA o El Poderos disse a verdade…..só mesmo um torcedor do chico verde para falar isso…..kkkk…e fala que o cara é desocupado, mas não sai da Tribuna também! Vá entender uma aberração destas?

Ribas Tiago
Ribas Tiago
1 ano 1 mês atrás

Paulo Cesar, a questão não é o cara ser desocupado, elite Curitibana que ainda permanece ancorada com ajuda do amigo politico aos poucos vem sendo publicada, vamos parar de ficar enganando !!

Mário
Mário
1 ano 1 mês atrás

O Pt conseguiu a façanha de jogar o pobre contra o rico .
Existem milhares de pessoas ricas que não são ligadas à políticos . Além do mais , existe um critério pessoal totalmente relativo para dizer se o cara é elite oi não . Tem gente que acha que o cara ganha 6 pau por mês , já e da elite

Ribas Tiago
Ribas Tiago
1 ano 1 mês atrás

Polos gastronômicos voltado apenas para a elite Curitibana, os preços não estão muito acessíveis, comparando com a faixa salarial das pessoas, pra ser sincero, não sei como tem aumentado. Hoje as empresas estão pagando misérias para as pessoas trabalharem..

Mário
Mário
1 ano 1 mês atrás

Comidinhas gourmets não estão com nada
Só preço
. PReco preco

Mário
Mário
1 ano 1 mês atrás

Essas feiras possuem muitos preços um pouco acima da média . Mas já é de um bom tempo que o cara não gasta menos de 10 reais para comer um salgado com uma coca no centro

wpDiscuz
(41) 9683-9504