enkontra.com
Fechar busca

Publicidade

Hauer

Casamento inusitado!

 

Se eles parassem para contar a própria história, certamente terminariam o relato com aquele famoso “e viveram felizes para sempre”. Talvez seja assim mesmo a história de Maycow Edling, 26 anos, e Luany Edling, 18, que se conheceram no cinema e decidiram imortalizar a própria história, tomando a ideia mais inusitada que eles mesmos poderiam ter: casar na mesma sala de cinema onde tudo começou. O casamento aconteceu na manhã deste sábado (12), no Shopping Cidade, no bairro Hauer, em Curitiba.

Maycow, estudante de Pedagogia, contou que os dois se conheceram em 2015, durante um culto da Igreja no Cinema (INC). “Começamos a namorar e a partir daí, quando surgiu a ideia do casamento, pensamos em casar no cinema. Não só pela história com a igreja, mas também porque o nosso hobby sempre foi o cinema, não teria lugar melhor para eternizarmos isso”.

Luany disse que tomar a decisão de casar no cinema não foi algo tão difícil e que aceitou assim que Maycow sugeriu. “Como frequentamos a INC, isso se tornou algo comum pra gente, estamos sempre no cinema. Pra mim, o que a gente decidiu fazer é só eternizar a nossa história”, comentou, emocionada antes de subir ao altar (ou de descer a escadaria da sala de cinema).

Foto: Felipe Rosa

Foto: Felipe Rosa

Mais ou menos como na música All Star, de Nando Reis, mas mais uma vez fazendo diferente: ele usava um tênis All Star vermelho e, ela, um branco, da mesma marca. Contrariando a principal tradição das noivas, Luany ainda entrou vestida de preto e contou que essa foi a principal dificuldade. “Foi muito julgamento, mas acho que a gente não deve seguir padrão, você tem que ser você e manter sua personalidade”.

Mesmo fora dos padrões comuns, a cerimônia seguiu o mesmo rito de sempre: primeiro entrou o pastor, depois o noivo, os padrinhos, as daminhas, os pais dos noivos e, por fim, Luany. A marcha nupcial até foi tocada, mas a noiva entrou ao som de Sweet Child O’ Mine, da banda de rock Guns N’ Roses, mais uma vez quebrando paradigmas.

Sem “the end”

Ao contrário dos filmes no cinema, onde a história acaba quando sobem as letras dos créditos, o pastor Vinicius Kakol lembrou que o que Maicow e Luany estão construindo a partir de agora não vai ter um “the end”. “Sem ficção, sem vilões, sem mocinhos e sem princesas. Aqui começa uma história real, de um novo começo de uma vida a dois, mas que não é para ter um fim”.

Foto: Felipe Rosa

Foto: Felipe Rosa.

Ao fim, o All Star dele se juntou ao dela, e Maycow, o noivo, considerou que o cinema nunca mais vai ser visto como antes. “Agora vai ser sempre o lugar onde a gente completou um sonho. Quero ser diferente, fazer a diferença na vida das pessoas, assim como pessoas fizeram a diferença na minha vida, esse é o meu sonho com ela”.

Para o pai da noiva, Lázaro de Oliveira, a decisão do casal pode até ter sido motivo para torcer o nariz no começo, mas surpreendeu. “Foi inovador, algo muito bom, que demonstra que o amor pode acontecer de diferentes formas, como eles conseguiram demonstrar para nós e quebrar os paradigmas que tínhamos. São novos tempos e a gente tem que se adequar à nova realidade que está surgindo”, disse. “Foi lindo e o mais importante é que esse filme não teve ‘the end’ e sim eternamente”, completou Marta de Oliveira, a mãe de Luany.

E o futuro?

No sétimo período de pedagogia, os planos de Maycow ainda devem seguir até a conclusão dos estudos. “Já eu quero fazer enfermagem, mas não no Brasil, vamos tentar sair do país para fazer. Nossa ideia é viajar, construir nossa família, nossa vida”, revelou Luany, completando que o cinema jamais vai sair da história deles. “Pelo contrário, já combinamos que toda terça-feira a gente vai assistir a algum filme”. “Sem dúvidas, vamos continuar assistindo a muitos filmes”, brincou Maycow.

Foto: Felipe Rosa

Foto: Felipe Rosa.

Sobre o autor

Lucas Sarzi

Jornalista formado pelo UniBrasil.

Deixe um comentário

avatar

29 Comentários em "Casamento inusitado!"


Aline Martins
Aline Martins
3 meses 4 dias atrás

Que legal, adorei!! Foi simples, quebraram padrões e fizeram tudo do jeito como eles gostariam! Show!

Jack Bouer
Jack Bouer
3 meses 4 dias atrás
Estudante de Pedagogia (talvez fazendo estágio) casando com menina de 18 anos, que pretende cursar enfermagem fora do Brasil, “viajar, construir a nossa família, nossa vida…” Alguém avisa a moça que pra estudar na Europa, viajar e construir família precisa de bastante din-din, ou o papis vai bancar tudo até o maridão se formar e ela arrumar emprego? Vão morar aonde até lá? Essas crianças de hoje em dia, dessas igrejas que “não pode nada” até casar, não vêem problema algum em casar morando com os pais, sem trabalhar, sem sequer ter concluído (ou iniciado) os estudos… O importante é… Leia mais »
A Gabardo
A Gabardo
3 meses 3 dias atrás

O que adianta ter dinheiro e não ter a pessoa amada! Os casamentos de ricos geralmente são de fachada para satisfazer a sociedade. Boa parte são baitola e a mulher tem algum problema psicológico…

Carlos
Carlos
3 meses 3 dias atrás

Cara deixa esse problema pra eles, se os pais tiverem dinheiro que eles banquem, se não terão que ficar por aqui.

Dan Durden
Dan Durden
3 meses 4 dias atrás

Eu acho que tudo o que você citou é problema deles, não?

Jack Bouer
Jack Bouer
3 meses 4 dias atrás

Aham

Thomas T
Thomas T
3 meses 4 dias atrás

Quer ser brega fique inventando moda em casamento. A cada festa tem até que seguir orientações das viagens dos noivos. Daqui a pouco os convidados terão que entrar nas festas plantando bananeira por exigência dos noivos.

Aline Martins
Aline Martins
3 meses 4 dias atrás

Quem da a festa são os noivos, não!? Se não quer ir ou não concorda fique em casa! :)

Fox
Fox
3 meses 4 dias atrás

a mina tinha 15 e o cara 23… parei de ler aqui…

João
João
3 meses 4 dias atrás

Quando comecei a ler, achei que era nos EUA ou na Inglaterra, pelo nome dos noivos. Mas depois vi que era EUB… os filhos serão Maiconsuel, Mikerobson, Robertson, Elvisson? Brasileiros…

Mauro
Mauro
3 meses 4 dias atrás

Se liga, galera! Casal apaixonado, que curte rock’n’roll e que está feliz. Uhuuulll!!!
Muito massa!

Reginardão
Reginardão
3 meses 4 dias atrás

“A vida não é filme
Você não entendeu…
De todos os seus sonhos
Não restou nenhum
Ninguém foi ao seu quarto
Quando escureceu
E só você não viu
Não era filme algum…”

loanda araújo
loanda araújo
3 meses 5 dias atrás

Nada contra, mas eu não iria gostar de ir ao cinema ver um casamento de verdade. É impressão minha ou o filme que estava passando era de terror…kkkk…

Carlos
Carlos
3 meses 4 dias atrás

Claro que não ia gostar se não conhecesse os noivos, para seus convidados devem ter gostado sim, achei bacana se casarem onde se conheceram.

Dan Durden
Dan Durden
3 meses 4 dias atrás

O recalque é grande…

Evelyn
Evelyn
3 meses 4 dias atrás

Acho que para você pensar assim, você que deve estar vivendo um filme de terror! Ninguém te convidou mesmo pra dando pitaco!

mauro seronato
mauro seronato
3 meses 5 dias atrás

que bonitinho a idéia dos dois pombinhos… vida longa e com saúde para os dois enamorados…

A Gabardo
A Gabardo
3 meses 5 dias atrás

Velas no corredor de carpete e tecido em pleno cinema, foi isso mesmo que eu vi? Que perigo e irresponsabilidade, ainda bem que não aconteceu o pior!

Carlos
Carlos
3 meses 4 dias atrás

Calma Gabardo, lá eles estavam bem mais seguros que na maioria dos salões que usam para casamento, lá eles tinham saídas de emergência, brigada de incêndio entre outros sistemas de segurança

A Gabardo
A Gabardo
3 meses 3 dias atrás

Carlos, em todos os lugares “dizem” que tem projetos contra incêndio e pânico, extintores, hidrantes, brigadistas e outros itens mas na prática sqn!

A Gabardo
A Gabardo
3 meses 4 dias atrás

Eu não concordaria, mas bombeiro civil do shopping sabe que o perigo era eminente..correu um risco desnecessário.

Dan Durden
Dan Durden
3 meses 4 dias atrás

“Eu não concordaria”… Como se alguém fosse pedir a opinião do Gabardo para organizar o evento…

João
João
3 meses 4 dias atrás

Eminente é o Papa, ou uma outra autoridade. Vamos deixar como Iminente?

A Gabardo
A Gabardo
3 meses 3 dias atrás

Troquei sem querer, valeu professor pardal rs

Mário
Mário
3 meses 4 dias atrás

Kkkkkk, boa ! Até o redator te chapuletou

A Gabardo
A Gabardo
3 meses 4 dias atrás

Bom Mário, eu não vou ficar “raivosa” só pq o repórter deu um feedback ao meu ver, nada de anormal..

Dan Durden
Dan Durden
3 meses 4 dias atrás

Toma, Gabardo…

wpDiscuz
(41) 9683-9504