Publicidade

Curitiba

Morre seo Nicola, uma lenda de Santa Felicidade

Foto: Reprodução/Facebook
Giselle Ulbrich
Escrito por Giselle Ulbrich

Um dos mais icônicos moradores do bairro Santa Felicidade, em Curitiba, faleceu na madrugada de sábado (1º). O guardador de carros Nicola Vela, 77 anos, foi atropelado na sexta-feira (31), chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu no Hospital Evangélico.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Com chuva ou sol, Nicola estava sempre lá na Avenida Manoel Ribas, na parte do paralelepípedo, em cima da lombada da farmácia Morifarma (quase ao lado da paróquia São José) estendendo o seu boné aos motoristas e pedindo um dinheirinho. Com o seu jeito italiano rústico, ficava bravo com quem não dava dinheiro a ele.

Muitos motoristas também ficavam bravos com Nicola, porque ele ficava bem no meio da rua e por vezes atrapalhava um pouco o fluxo. Mas a maioria dos moradores do bairro o conheciam e cuidadosamente desviavam. Esta não foi a primeira vez que o guardador de carros foi atropelado. Da outra vez, ficou internado, precisou de cirurgias e só ficou na casa dos parentes enquanto não conseguia andar.

Pois assim que conseguiu, levantou da cama e escapou para a rua levar a vida que gostava, mesmo diante de protestos da família. Nicola tem família em Santa Felicidade, que estava sempre tentando cuidar dele e vivia dando bronca para ele ir para casa e se cuidar. Mas, teimoso, não queria saber dos familiares e preferia estar pelo bairro, onde também alegrava os turistas com suas cantorias em italiano.

Nicola está sendo velado na capela do Cemitério de Santa Felicidade, onde será sepultado às 15h deste domingo (2).

Confira homenagens feitas a Nicola no Facebook:

Homem ganha a vida há 40 anos costurando lonas de caminhão na beira de estradas de Curitiba

Sobre o autor

Giselle Ulbrich

Giselle Ulbrich

(41) 9683-9504