enkontra.com
Fechar busca

Publicidade

Curitiba

Morre seo Nicola, uma lenda de Santa Felicidade

Foto: Reprodução/Facebook
Giselle Ulbrich
Escrito por Giselle Ulbrich

Um dos mais icônicos moradores do bairro Santa Felicidade, em Curitiba, faleceu na madrugada de sábado (1º). O guardador de carros Nicola Vela, 77 anos, foi atropelado na sexta-feira (31), chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu no Hospital Evangélico.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Com chuva ou sol, Nicola estava sempre lá na Avenida Manoel Ribas, na parte do paralelepípedo, em cima da lombada da farmácia Morifarma (quase ao lado da paróquia São José) estendendo o seu boné aos motoristas e pedindo um dinheirinho. Com o seu jeito italiano rústico, ficava bravo com quem não dava dinheiro a ele.

Muitos motoristas também ficavam bravos com Nicola, porque ele ficava bem no meio da rua e por vezes atrapalhava um pouco o fluxo. Mas a maioria dos moradores do bairro o conheciam e cuidadosamente desviavam. Esta não foi a primeira vez que o guardador de carros foi atropelado. Da outra vez, ficou internado, precisou de cirurgias e só ficou na casa dos parentes enquanto não conseguia andar.

Pois assim que conseguiu, levantou da cama e escapou para a rua levar a vida que gostava, mesmo diante de protestos da família. Nicola tem família em Santa Felicidade, que estava sempre tentando cuidar dele e vivia dando bronca para ele ir para casa e se cuidar. Mas, teimoso, não queria saber dos familiares e preferia estar pelo bairro, onde também alegrava os turistas com suas cantorias em italiano.

Nicola está sendo velado na capela do Cemitério de Santa Felicidade, onde será sepultado às 15h deste domingo (2).

Confira homenagens feitas a Nicola no Facebook:

Homem ganha a vida há 40 anos costurando lonas de caminhão na beira de estradas de Curitiba

Sobre o autor

Giselle Ulbrich

Giselle Ulbrich

Deixe um comentário

avatar

12 Comentários em "Morre seo Nicola, uma lenda de Santa Felicidade"


Flavio Steiner
Flavio Steiner
13 dias 10 horas atrás

Menos um achacador

Carlos Gomes
Carlos Gomes
13 dias 10 horas atrás

Pêsames à família, mas a verdade é que ele era sem educação, facilmente xingava as pessoas, muitas vezes ao receber moedas jogava fora, se enfiava na frente dos carros, demorou pra acontecer isso.

Deco Bamba
Deco Bamba
13 dias 17 horas atrás

Era mais tentando ganhar a vida em um pais sem emprego.

Carlos Gomes
Carlos Gomes
13 dias 10 horas atrás

Sabe de nada inocente, muitos ganham muito melhor que a média dos trabalhadores formais, esse velho mesmo pelo que dizem não precisava mas como ganha bem não larga o osso.

zeroberto zero
zeroberto zero
16 dias 6 horas atrás

Mais respeito com o velhinho e com a sua historia… povo acostumado a eleger bandido preso como lider salvador!!

Oscar Aglio
Oscar Aglio
16 dias 10 horas atrás

Podia até ser gente boa, mas o Brasil é profícuo em produzir ícones tortos, como esse Sr. A miséria se institucionaliza de tal forma, que acaba como profissão e conduta socialmente aceita. É só ver alguns comentários aqui, e o tom de elegia da reportagem. Nada contra a pessoa do “Seu Nicola”, mas rua não é local para se plantar a mendicância como instituição social. Isso tem de acabar, mas não da forma que o Seu Nicola terminou.

Flavio Steiner
Flavio Steiner
16 dias 19 horas atrás

Isso é o mal/di/to brasil. Lugar o de se endeusam quem tenta extorquir os outros…merecem.

crazy duck
crazy duck
16 dias 19 horas atrás

guardador de carro não é bom para cidade.Essa chaga deve acabar

Marcelo  De Souza
Marcelo De Souza
17 dias 6 horas atrás

Desde criança conhecia ele. Pra quem não conhecia ficava até com medo do jeito dele, antes de pedir esmolas ele andava de charrete pelas ruas. Infelizmente esse e o retrato dos nossos idosos no Brasil. Sem direito a um mísero benefício social.

Mario Quisero
Mario Quisero
17 dias 14 horas atrás

sou de santa felicidade e passo sempre por onde Nicola ficava; apesar que achava ele meio destrambelhado ficando no meio da rua sujeito a ser atropelado, lamento ele ter morrido assim e até estranhei na sexta e no sábado quando passei por ali e ele não estava no meio da rua pedindo esmolas; que descanse em paz e meus pêsames à família e às pessoas que gostavam dele…

Mário
Mário
17 dias 7 horas atrás

Eu pensava que era um bebum que ficava perambulando e pedindo dinheiro pra cuidar dos carros. Nunca pensei que ele fosse um patrimônio vivo de Santa felicade . Aliás , ele tinha mais constância que outros guardadores que iam embora quando chovia . Outro que já está virando patrimônio é um cara sem uma perna e que fica andando de muleta ali na frente da Casa dos Arcos .

Carlos Gomes
Carlos Gomes
13 dias 10 horas atrás

O pirata na frente da casa dos arcos é “dois palito” pra arrumar confusão com pessoas.

wpDiscuz
(41) 9683-9504