Publicidade

Curitiba

Mãe desesperada procura em Curitiba por menino de 12 anos que desapareceu

Alex Silveira
Escrito por Alex Silveira

Um menino de 12 anos que desapareceu está sendo procurado pela mãe, no Centro de Curitiba, há pelo menos oito dias. Desesperada, a catadora de recicláveis Luciana Lepinski, 44 anos, não sabe mais o que fazer.

Ela é moradora do bairro Alto Pinheiro, em Almirante Tamandaré, Região Metropolitana de Curitiba, e pede ajuda para encontrar o Gabriel Vinicius dos Santos Lepiski, que sumiu de casa no dia 20 janeiro, quando a Luciana saiu para trabalhar. Segundo informações repassadas para a família, o menino teria sido visto pela última vez vendendo balas em um sinaleiro.

Depois que ficou sabendo que o filho poderia estar no Centro da capital, a Luciana Lepinski viaja todos os dias de Tamandaré para Curitiba, na esperança de encontrar o Gabriel. Segundo a mãe, nesta terça-feira (28), ela rodou por várias ruas da região central, mas ainda não teve nem um sinal do paradeiro do filho.

A mãe disse que registrou boletim de ocorrência em Almirante Tamandaré, mas também já alertou a Guarda Municipal de Curitiba. “Todos os guardas do Centro já estão sabendo. Recebi ligações dizendo que meu filho estava vendendo balas junto com uma mulher. Mas, até agora, não encontrei nenhuma informação mais precisa. Quero ajuda para encontrar o meu filho, por favor”, implorou a Luciana.

Segundo a Luciana, o marido dela e pai do menino está passando mal em casa, por causa da pressão alta. “Está todo mundo desesperado. Ele nunca tinha ficado tanto tempo longe de casa. Nossos corações estão apertados”, contou a mãe.

A família já foi procurar em casa de amigos, parentes e hospitais. Ligações telefônicas que chegaram ao conhecimento dos pais apontam que o Gabriel pode ter sido levado de casa por uma mulher, para ser posto para trabalhar nos sinaleiros. “A polícia está investigando isso”, revelou a mãe.

A mãe pede que qualquer informação sobre o paradeiro do Gabriel pode ser enviada para o telefone dela. O contato é o (41) 9 9707-1887. Já o contato da Delegacia de Almirante Tamandaré é (41) 3874-5100.



Sobre o autor

Alex Silveira

Alex Silveira

(41) 9683-9504