Publicidade

Campo de Santana

Ela faz a diferença!

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=oft3ibz_fvU[/youtube]Direto das telas do cinema para a vida real: assim surgiu a inspiração para lidar com os problemas da comunidade das Moradias Rio Bonito, no Campo de Santana. Mostrada no filme “Um sonho de liberdade”, a história de um detento que lutava pela revitalização da biblioteca do presídio motivou a líder comunitária Luciana Ferreira Cortez de Oliveira, 37 anos, a criar o projeto “Uma carta para mudar”, iniciativa que tem feito a diferença no bairro, onde vivem cerca de 36 mil pessoas. No filme, o personagem se mostra persistente, e por seis anos manda cartas aos diretores, pedindo benefícios em prol do bem-estar coletivo, até ser atendido. Exatamente como acontece hoje com Luciana e seu projeto. Luciana incentiva a população a ter voz ativa ao escrever cartas sobre suas dificuldades e necessidades. As cartas, que podem ser depositadas em uma das urnas espalhadas pelo comércio local, são recolhidas e protocoladas por ela nos órgãos responsáveis, sejam eles ligados às secretarias da prefeitura, Câmara dos Vereadores ou Assembleia Legislativa.

Foto: Giuliano Gomes
A ideia surgiu em agosto do ano passado. Foto: Giuliano Gomes

“Quando agimos contra as regras, somos penalizados pelo poder público e pela justiça com multas ou punições. Com os governantes acredito que também deva ser assim. Protocolamos as cartas e aguardamos as respostas, que pela lei, devem ser dadas em um prazo de até 30 dias. Estamos seguindo o que diz nossa Constituição, é o poder do povo para o próprio povo”, explica. A ideia surgiu em agosto do ano passado e logo ela e o marido espalharam cerca de 20 urnas pelo comércio da região. “Deixamos em farmácias, supermercados, lan houses, posto de gasolina, em duas escolas municipais e no posto de saúde do bairro. Nosso objetivo é trazer melhorias para o bairro, fazendo também com que exista a retomada da integração familiar e a oportunidade para que as pessoas possam exercer sua cidadania e senso crítico”, diz. Os primeiros resultados já apareceram. “Ainda buscamos mais visibilidade e parceria com os órgãos públicos, mas em poucos meses já tivemos bons resultados como a troca de lâmpadas que há anos estavam queimadas, melhorias na pavimentação de algumas ruas, uma área de lazer no bairro e ações que melhoraram a convivência entre os estudantes e a direção das escolas envolvidas”, aponta.

Foco na saúde

Foto: Giuliano Gomes
Luciana: “Ainda buscamos mais visibilidade e parceria com os órgãos públicos”. Foto: Giuliano Gomes

Com espírito de solidariedade aflorado desde criança – aos sete anos de idade ela brincava de alimentar as formigas no terreno de casa, admirada com a união e esforço dos insetos -, o trabalho de Luciana não se restringe ao projeto das cartas. Há pouco menos de um ano, ela foi eleita presidente do Conselho de Saúde da Unidade de Saúde Rio Bonito e conselheira do Conselho Municipal de Saúde (CMS). “Meu pai estava muito mal, com hérnia de disco, então resolvi entrar na fila do postinho de saúde por ele, bem cedo. Chegando nossa vez, ele quase não foi atendido, por não ter ficado na fila. Achei isso um absurdo e fui em busca de quem pudesse ouvir minhas reclamações. Acabei descobrindo o Conselho de Saúde da Unidade Rio Bonito e logo vi que as coisas não funcionavam bem. Há dois anos as reuniões não tinham quórum, os conselheiros voluntários simplesmente não apareceriam. Por isso resolvi me candidatar ao posto”, conta Luciana, que depois de eleita, passou a ouvir os moradores, fiscalizar os atendimentos feitos no posto e cobrar as autoridades, quando necessário.

Ponto a ponto

Foto: Giuliano Gomes
“Lucianas e Marias” é um projeto de artesanato que ensina, de maneira gratuita, técnicas de crochê para os moradores do bairro. Foto: Giuliano Gomes

Incansável e com pique de Mulher Maravilha, além de dar conta das cartas e da atuação como conselheira de saúde, Luciana ainda comanda o “Lucianas e Marias”, projeto de artesanato que ensina, de maneira gratuita, técnicas de crochê para os moradores do bairro. Com reuniões feitas todas às terças-feiras à tarde, em uma das salas da Unidade de Saúde Rio Bonito, o grupo ajuda a população a adquirir uma nova fonte de renda e também, autoestima e força para superar problemas emocionais. “O projeto começou há mais de 10 anos na sala da minha casa. Passei por um grande trauma após um sequestro em 2007 e desenvolvi síndrome do pânico. Mas tarde, foi o artesanato que me ajudou a superar minhas dificuldades. Assim, aproveitando a oportunidade, passamos a nos reunir em uma das salas do posto de saúde e têm sido muito bom, para mim e para eles. Temos participantes como uma jovem, que havia desistido da vida e tentado o suicídio. Mas felizmente, ela encontrou uma nova motivação no grupo e hoje até ensina artesanato para os outros alunos”, relata.

Serviço

Projeto “Uma carta para mudar”

Telefone: 3057-0931e Email: lucortezz@yahoo.com.br

Grupo de Crochê “Lucianas e Marias

Unidade Municipal de Saúde Rio Bonito Endereço: Rua Fanny Bertoldi, 170 – Campo de Santana – (41) 3396-5611

Reuniões: Terças-feiras, das 14h às 16h. Os produtos feitos pela comunidade podem ser adquiridos nos boxes 257 e 259 da Rua da Cidadania Matriz – Praça Rui Barbosa, 101. Centro.

Leia mais sobre Campo de Santana

 

Sobre o autor

Paula Weidlich

Paula Weidlich

(41) 9683-9504