Observe quantas horas você fica sentado ao longo do dia. Trânsito, trabalho, estudos e lazer, não esqueça nenhum momento. Bastante né? Estima-se que um adulto passe, em média, 50% a 70% do seu dia sentado. Apesar de ser uma tendência da vida moderna, esse hábito é muito mais prejudicial que imaginamos!

Diversos estudos alertam sobre os seus impactos à saúde. Desenvolvimento de doenças cardiovasculares, diabetes, síndrome metabólica, sobrepeso, obesidade e problemas posturais estão entre as principais associações.

A posição sentada, quase imóvel, afeta o metabolismo, altera a circulação sanguínea e pode causar dores nas costas devido à sobrecarga na coluna (especialmente quando a postura está incorreta).

O que chama atenção é que na maioria das pesquisas há uma relação direta entre o quanto ficamos sentados e o risco de surgimento desses quadros, independentemente da prática de atividades físicas em outros momentos, ou seja, fazer exercícios acaba não compensando todo tempo que estamos parados.

Portanto, onde estiver, levante e caminhe com frequência, a cada hora se possível. Planeje intervalos no decorrer do dia (almoço, lanches, ida ao banheiro, tomar água, etc.). Mesmo sentado, mexa-se constantemente (faça alongamentos e outros movimentos corporais). E fuja do sedentarismo, adote uma rotina mais ativa no cotidiano e incorpore atividade física regular nas horas vagas.

Contato: jrbarao@gmail.com.