Qual o melhor aparelho, bicicleta ergométrica ou esteira? Na hora do aeróbico, essa é uma dúvida frequente dentro das academias.

A esteira, comumente, contribui com maior gasto calórico, ao passo que seu trabalho envolve um número de grupos musculares superior à bicicleta. Ela oferece, também, mais possibilidades de ajuste e controle de intensidade e variações de estímulo (velocidade, inclinação).

O movimento realizado nela, entretanto, exige certa coordenação e produz impacto nas articulações (tornozelo, joelhos e coluna), o que aumenta o risco de lesões, sobretudo na corrida.

A bicicleta se caracteriza como uma atividade de impacto reduzido, bastante confortável e de fácil execução. É indicada para quem está começando os exercícios, tem sobrepeso e/ou apresenta problemas articulares. Ela configura, ainda, mais uma alternativa em programas de treinamento intensos.

Embora haja diferenças, independentemente do objetivo, qualquer pessoa pode treinar nesses dois equipamentos, desde que sejam avaliados corretamente todos os fatores necessários. Em ambos, a técnica incorreta torna-se nociva ao praticante, assim como, aparelhos mal conservados, desagastados e ajustados de forma errada são contraindicados em todas as circunstâncias.

Contato: jrbarao@gmail.com.

Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Instagram Compartilhe no Twitter Compartilhe a Tribuna