Muitas empresas e empregadores já estão fazendo o pagamento do décimo terceiro salário. E a dúvida de muitos consumidores é o que fazer com esse dinheiro extra já que o Natal se aproxima.

É preciso ter cautela e não esquecer que estamos em um momento de crise e planejar como gastar o “décimo” é fundamental, ainda mais se o consumidor estiver com alguma dívida pendente.

Antes de receber o recurso, é prudente que se faça um apanhado minucioso sobre as finanças da família (sim, incluir todos os familiares é fundamental). Anotar a renda e as despesas detalhadamente ajuda a ter um panorama do que é preciso quitar primeiro se houver dívidas pendentes. Além disso, facilita visualizar quais despesas podem ser cortadas.

O segundo passo é buscar negociar com eventuais credores. Dívidas com cartões de crédito e cheque especial devem ser priorizadas em razão de terem os juros mais altos.

A propósito, se houver dívidas com bancos, o consumidor pode aproveitar o Mutirão de Negociação de Dívidas que está sendo realizado pela Febraban entre os dias 02 e 06 de dezembro. Nesta semana, algumas agências estenderão seus horários de atendimento para facilitar o acesso aos clientes.

Além disso, o consumidor pode utilizar a plataforma consumidor.gov.br, serviço oferecido pelo Procon-Pr e que também está disponível para o cliente negociar seus débitos.

Outra providência interessante é substituir dívidas com juros maiores por crédito consignado, por exemplo, modalidade que apresenta menores juros, e claro, se sobrar algum dinheiro, dá para pensar nos presentes de Natal.