Contratar um prestador de serviços sempre requer alguns cuidados. O ideal é buscar referências ou indicações com conhecidos e colher informações sobre serviços anteriormente realizados por aquele prestador. É prudente também evitar pagar o valor integralmente no momento da contratação, ou seja, antes que o serviço seja prestado.

Além disso, quando a contratação envolver mais de um fornecedor, o cuidado deve ser redobrado, para evitar prejuízos como no exemplo de uma consumidora que comprou dois aparelhos de ar condicionado para instalar em seu apartamento e contratou – à parte – um instalador que não tinha qualquer relação com a empresa, pagando um valor significativo para instalação.

Ao proceder a instalação do produto, a mesma não foi realizada de maneira adequada, o que resultou em danos nos aparelhos comprados, fato que a consumidora tomou ciência após a realização de uma verificação por parte do vendedor dos produtos, já que houve uma vazamento de água inexplicado durante a utilização.

É correto dizer que a empresa que vendeu os aparelhos não é responsável – nesse caso, já que não tem qualquer relação com o instalador. Assim, a instalação inadequada e que gerou a queima dos aparelhos afasta a responsabilidade solidária.

Nesse caso, resta à consumidora buscar, junto ao prestador de serviços, além da devolução dos valores pagos pela instalação, o correspondente à quantia paga pela compra dos aparelhos de ar condicionado.