Antes do meu filho nascer pesquisei vários modelos e marcas de carrinhos, até comprar um que considerava ser seguro e confortável. Mas mal eu sabia que o tão desejado item do enxoval teria tão pouca utilidade lá em casa.

Ao longo dos últimos 17 meses, o que funcionou mesmo para mim e meu bebê foi o sling – uma espécie de tecido com cerca de cinco metros de comprimento, que pode ser amarrado de várias maneiras desde o nascimento da criança – acessório que conheci ao fazer uma reportagem para a Tribuna, em 2015.

Na época, ao ouvir os relatos de algumas entrevistadas, lembro de ter achado incrível este jeito de carregar os bebês agarradinhos, bem juntinhos ao corpo e ao coração das mamães!

Preferidos

Mesmo já tendo um carrinho, acabei comprando o sling ainda durante a gravidez, tecido que foi testado e aprovado no 17° dia de vida do Pedro. E foi ótimo! Poder estar juntinho do meu bebê e ainda ter as mãos livres foi libertador! Quem já cuidou de um neném sabe do que estou falando!

Desde então, usamos muito este acessório. No inverno meu modelo preferido era um wrap sling de malha, bem quentinho. Já no último verão, adquiri um feito com um tecido diferente, um wrap sling de dryfit, mais leve e fresquinho.

Agora, com o Pedro pesando cerca de 11 quilos, temos usado uma espécie de mochila ou canguru ergonômico. Afinal, mesmo com o “filhote” andando (e correndo muito) nem sempre ele pode sair caminhando com a gente. Hoje, em Curitiba ou em nossas viagens é bebê no chão ou no “mochilão”.

Segurança e cumplicidade

Tecidos similares ao sling são utilizados há muito tempo, em diferentes países, em tribos indígenas e por povos de nações africanas.

E segundo os especialistas, o acessório não tem contraindicações, desde que observado se o tecido não está prejudicando a respiração do bebê e se a amarração foi feita do jeito certo, com a coluna protegida e as pernas em “M”, nunca caídas ao lado do corpo.

No caso dos cangurus, eles também devem ser ergonômicos e precisam estar de acordo com o peso e tamanho do bebê. Fora isso é só aprender qual posição é a mais confortável para você e seu filho. Na internet há vários vídeos que mostram diferentes opções de amarrações, feitas com os variados modelos de sling existentes.

E você já conhecia o sling? Que tal experimentar? Eu recomendo, é uma delícia! O sling traz praticidade para a mãe e aumenta o contato e a cumplicidade com o bebê, sendo ótimo também para os saúde e desenvolvimento dos pequenos!