enkontra.com
Fechar busca

BLOGS

Renato Follador

Previdência: um dia você vai precisar dela

Renato Follador

Tudo o que você precisa saber sobre aposentadoria, reforma da previdência social e previdência privada. Tire suas dúvidas sobre o INSS com Renato Follador!

Poderia ser melhor

  • Por Renato Follador
A Reforma da Previdência já está nas mãos do Congresso, que agora terá o trabalho de aprovar. Foto: Cleia Viana/ABr

Chegou à Câmara dos Deputados a tão aguardada Proposta de Reforma da Previdência.

Quando me perguntam se a proposta é boa, respondo que poderia ser melhor! Afinal, aprovar uma reforma da previdência é sempre muito desgastante, tanto para o Governo quanto para a sociedade.

Em minha opinião, é uma proposta sem base técnica, na qual se pensou somente nas contas do governo. De 1 a 10, nota 6.

Outra questão é que ficou muito detalhada e confusa. A proposta precisa ser concisa, de entendimento simples para o cidadão comum, até para ter o apoio da população.

Um dos maiores erros foi eliminar o Fator Previdenciário. O Fator demonstra, por exemplo, que um trabalhador com 65 anos de idade e tendo contribuído por 35 anos, tem direito a receber 100% do benefício. No entanto, pela proposta, o segurado terá que contribuir por 40 anos para ter direito ao benefício integral. Os 5 anos a mais vão ser usados para ajudar a pagar o rombo existente…

Quantos às idades mínimas de 65 anos homens e 62 mulheres, elas são absolutamente necessárias e o ponto principal da reforma. Entretanto, a mulher deveria se aposentar também aos 65 anos, pois vive e recebe aposentadorias por 7 anos a mais que os homens. Mérito delas, que se cuidam mais do que nós, mas eu exigiria 5 anos a menos de contribuição delas, pela dupla jornada de trabalho. Faz-se a justiça no tempo de contribuição e não na idade.

Como ponto positivo, a reforma busca dar um tratamento igual a todos os trabalhadores, a tal da homogeneização dos regimes de previdência existentes. Sejam os da iniciativa privada, os funcionários públicos e até mesmo os políticos. No futuro, todos receberão, no máximo, o Teto do INSS e obedecerão às mesmas regras de contribuição. Para receber mais, somente através de um Plano de Previdência Privada. Mas, sobre isso, a proposta não conseguiu ser clara.

Isso é muito justo, porque os trabalhadores da iniciativa privada, apesar de representarem a maior parte do déficit total (240 bilhões de reais), são os que menos contribuem para o rombo nas contas públicas. O déficit per capita dos militares (129.000 reais por ano) e o dos servidores públicos (61.000) é muito superior ao trabalhador do setor privado (8.000 reais por ano).

Por fim, a fórmula do cálculo da aposentadoria (60% da média dos salários mais 2% por ano que exceder os 20 anos mínimos necessários para se aposentar) baseou-se na técnica do “achismo”, sem nenhuma fundamentação atuarial. Daí a minha proposta que fosse mantido o fator previdenciário.

Ninguém mais dúvida que reformar é imprescindível. Se duvidar é porque está mal-intencionado ou defendendo seus próprios interesses.

Vamos ver agora como a proposta vai ser entendida pelos deputados e senadores. Entrou ruim, esperamos que não saia pior.

Desde já, eu me coloco à disposição para esclarecer e orientar nossos representantes no Congresso.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar

6 Comentários em "Poderia ser melhor"


JOAQUIM  TEIXEIRA IRA
JOAQUIM TEIXEIRA IRA
10 dias 12 horas atrás

Fácil empurrar só no traseiro de quem ainda não se aposentou, né? O correto era, além de fazer estes ajustes, limitar os ganhos mensais de quem já se aposentou. Sem maldade. Teto de R$ 25.000 Acima disso, revogado. ganha os R$ 25mil. Mas quem tem coragem de fazer isso? Ai! É inconstitucional. Por no nosso não é, né:?

Evelyn Mello
Evelyn Mello
10 dias 7 horas atrás

De um a dez: nota zero!!!

Evelyn Mello
Evelyn Mello
10 dias 6 horas atrás

“Que um trabalhador com 65 anos de idade e tendo contribuído por 35 anos”, começou a trabalhar com 30 anos ou ficou mais de 10 anos desempregado.

Evelyn Mello
Evelyn Mello
10 dias 6 horas atrás

“Tem direito a receber 100% do benefício”. Que benefício? Se contribui com menos, com menos se aposenta (cálculo passa de 80% prá 100% de todas as contribuições)

Evelyn Mello
Evelyn Mello
10 dias 6 horas atrás

Quem defende o tal mercado esFollador merece encarar um caminhoneiro idoso que não conseguiu se aposentar as 4 da manhã numa estradinha com mão dupla em sentido contrário isso tudo sem vírgulas ou pontos.

Evelyn Mello
Evelyn Mello
10 dias 6 horas atrás

Vão botar no rabico do povo e quanto mais pobre, maior a toba.

wpDiscuz

Últimas dos blogs

Fotógrafos da Tribuna

Tribuna em foco

Fotógrafos da Tribuna

Apresentamos para você um olhar diferente sobre a construção da notícia e os bastidores de uma equipe de reportagem.

·

Reunião

Michelli Duje

Divã da Tribuna

Michelli Duje

Aqui vamos conversar sobre comportamento, relacionamentos e os conflitos que as pessoas encontram em sua vida.

·

Fugir dos problemas é a solução?

Levi Mulford

Suburbana

Levi Mulford

Notícias e curiosidades do futebol amador, jogado nos bairros de Curitiba. Campeonatos, tabelas e fotos antigas .

·

Aniversariantes do mês

Últimas Notícias

Mais comentadas