O leitor já deve ter lido ou ouvido sobre várias dicas de viagens que citam por aí. Todas elas são válidas. Aqui as ratifico e apresento mais algumas situações que às vezes não percebemos e são necessárias para não termos problemas durante uma viagem, afinal não queremos nos incomodar, coisa que pode ocorrer, caso não tome certas providências. Algumas medidas, ainda que simples, visam apoiar que sua experiência seja mais segura. Já tive leves incômodos.

     Desde que iniciei minhas escritas, publicações, estas colunas e meu livro, recebi muitos e-mails de pessoas querendo dicas ou informações de alguns lugares. Alguns pediram informações de vários lugares de uma só vez e até recebi e-mails meio descabidos e/ou ousados com perguntas muito pessoais de pessoas querendo saber como viajar por todo o mundo ou por um continente ganhando dinheiro, etc. Preciso deixar bem claro que o que escrevo não são para quem pretende largar tudo e se aventurar sem destino ou sem uma programação certa para ganhar a vida lá fora. O que aqui está é para viagens programadas, com destino certo e datas de saída e retorno previsíveis. Cair no mundo de qualquer jeito é loucura e ” trabalhar ” em outro país como turista é ilegal !  Atenção ; a decisão de viajar e como viajar é sua … as consequências também !

     Um bom guia de viagem ou de dicas é o ” mapa do tesouro ” que indica o caminho ao viajante, que mostra a porta a ser aberta e onde ir … não pode dar tudo de graça simplesmente, pois é o viajante que tem de se aventurar, descobrir e sentir por si mesmo os verdadeiros segredos de viajar. Aqui dou algumas dicas que nenhum agente de turismo ou operador vai lhe dar, pois somente quando estiver ” lá ” é que saberás da importância de certos detalhes …

Comece agora sua viagem em direção a sua viagem. Comece sabendo onde fica o lugar dos seus sonhos ou aquele lugar que você quer ir.  Saiba visualizá-lo no mapa, visualize isso, memorize e coloque no papel ! O verdadeiro viajante conhece geografia, tem um mapa, atlas ou um globo, um dicionário em inglês mesmo que já fale ou ” se vire bem ” ( ou em qualquer língua de algum local específico que queira ir ), alguns tem um binóculos ( considerando possibilidades de não chegar tão perto de certos desejos ou mesmo por questão de segurança ), além de máquinas para bater fotos ou filmar momentos únicos.

     Saiba a rota ou o roteiro para se chegar lá, informação ! Inicie uma pesquisa básica em saber quais as línguas faladas na região, os hábitos, histórias e estórias, dados geográficos, dados climáticos, pessoas, costumes, pontos turísticos escolhendo antecipadamente o que deseja e principalmente a melhor época para desbravar o local, considerando a possibilidade de ir também fora de época em virtude da queda considerável de preços e quantidade de turistas, isso pode fazer a diferença ! Saber qual é a capital e os pontos de entrada ou estradas de acesso juntamente com rotas e opções alternativas é de muito bom senso, pois a prevenção sempre será melhor que remediar, esteja preparado para as diversidades.

Cuidado para não ter problemas com o passaporte, vistos ou vacinas, não deixe nada para muito próximo da viagem ( isso acontece muito, incrível ! ), programe-se 5 meses antes ( no mínimo ) e não esqueça de ter seu passaporte válido com mais uns 6 meses após o término da sua viagem ( faça as contas – alguns países podem exigir 1 ano ! ). E vê se deixa o passaporte no hotel quando for passear lá fora ( e no cofre ) para não ter nenhum tipo de problema com furto ou roubo, qualquer lugar pode ter certos riscos ( vai saber … ), já conheci gente que foi roubada em frente a Fontana di Trevi em Roma … primeiro ,mundo ! Saia apenas com Xerox, aliás, tenha xerox de todos os documentos da viagem guardados para qualquer inconveniente e alguém de contato e confiança na sua casa ou na agência que lhe vendeu o roteiro. Ao sair do hotel, leve consigo um cartão do hotel na língua local ou no mínimo guarde bem o nome. Outra grande dica é scanear todos os documentos importantes e enviar no seu próprio email salvando em uma pasta. Assim, em qualquer lugar do mundo terá uma cópia no caso de emergência.

     Um seguro viagem é prudente e um bom agente de turismo para os contatos é muito importante. Lembre-se que é necessário credibilidade e confiança.

     O passaporte brasileiro está bem simples de conseguir, é só acessar o site da Polícia Federal e seguir as instruções para ir pegá-lo, após o pagamento da taxa e agendamento. O incrível é que as pessoas ainda querem que saia na hora e reclamam, já que muitos deixam para em cima da hora. É possível emitir um de emergência, só que é diferente com outras regras, melhor se informar diretamente no setor específico. O pior de tudo é que muitas pessoas tiram passaporte apenas para deixar na gaveta … porque é chique !?

O visto é a segunda coisa a providenciar antes de uma viagem ao exterior ( se houver necessidade ) e deve ver isso no consulado do país que pretende ir, não na Polícia Federal brasileira, por exemplo ( erro relativamente e incrivelmente comum ). Obrigação total do seu agente de turismo lhe informar antes de qualquer pagamento. Muitos são fáceis de conseguir, apenas com pagamento de taxa, preenchimento de formulários e foto. Caso o visto seja chato como o americano com necessidade de entrevista e seleção pessoal ( para os brasileiros ou Sul Americanos por exemplo ), somente feche a viagem após conseguir o visto e estar com ele nas mãos, pois muitas pessoas tem problemas no consulado americano onde chegam a lhe tratar mal, não sabendo fazer uma diferenciação descente em certos casos. Já presenciei um empresário com a mulher e três filhos saindo apenas com o visto para ele, a mulher e dois filhos, pode ? Quer dizer que o outro filho, que era o mais novo, fica ? Tem sentido ? Também já tive problemas com relação ao visto antigo que emitiam com variação do número de entradas. Por exemplo, se você for fazer um cruzeiro no Caribe saindo e retornando aos EUA, vai precisar de um visto com múltiplas entradas, exija isso. Só que acontecem erros do consulado que são absolutamente absurdos de inacreditáveis. Já vi visto com apenas uma entrada e escrito logo abaixo no campo observações : Cruise ( cruzeiro ). Ou seja, como pode emitir visto para um cruzeiro com apenas uma entrada ? Isso causa seu impedimento na hora de embarcar quando estiver lá. Eles mesmos se contradizem e erram ! E ainda se acham no direito de lhe deixarem em pé em uma fila enorme com um ar de desconfiança chegando a ser constrangedora, lhe atendem em pé e lhe dispensam sem nenhuma cortesia, sem nem uma cadeira para a ” tal entrevista “. Isso não acontecia até meados de 2001/2002 quando se era possível apenas enviar a documentação para obter o visto, assim como outros tantos vistos. Agora é necessário a presença do solicitante para colherem ainda sua digital.

     Se você possui passaporte da América do Sul ou África, alguns países exigem a vacinação de febre amarela com no mínimo dez dias antes da sua chegada e informe-se se é necessário passar pelo balcão de controle ( Health Control Counter ) para não perder tempo na fila da imigração e ter de retornar novamente depois. Principalmente se tiver alguma conexão ou ter de fazer novo check in, perder tempo não pode ser opção caso tenha o tempo curto. Neste caso, mesmo que já tenha assentos marcados, pergunte se pode sentar próximo da saída de desembarque, às vezes a saída pode ser pela porta de trás da aeronave.

     Algumas outras vacinas, além da Febre Amarela podem ser importantes ou necessárias para evitar problemas bem desagradáveis, como por exemplo Hepatite A e B, Febre Tifóide,, Cólera, Poliomielite, Gripe, Rubéola, Difteria, Tétano … entre outras possíveis. Mas vocês não precisa se assustar também e ir correndo tomar todas. Verifique bem para onde está indo. Ásia, África e Oceania são os continentes mais delicados neste sentido.

Marcelo Costa Kasprzak  

www.omundoseuviaje.blogspot.com

omundoseuviaje@hotmail.com

PRÓXIMA PUBLICAÇÃO 07/06/2012 > DICAS DE VIAGENS 

PUBLICAÇÕES ANTERIORES ABAIXO