Desde Hipócrates, se sabe que nas mudanças de estações, principalmente do inverno, as doenças circulatórias e respiratórias são mais frequentes e perigosas para crianças e idosos, pacientes debilitados e os com doenças cardiovasculares (pressão alta, angina do peito/infarto do miocárdio, arritmias, acidente vascular cerebral e deficiente circulação nas pernas). Além disso, nesta época do ano, pode ocorrer a hipotermia, ou seja, a temperatura corporal abaixo dos 36,5 ºC.

Isso significa perda da habilidade em produzir energia suficiente para manter a temperatura interna do corpo. A doença pode ser fatal pelo colapso do coração e seus sintomas são dificuldades de coordenação motora, reações lentas, calafrios, insônia e confusão mental. A baixa extrema das temperaturas nos obriga a nos agasalharmos bem, principalmente mãos e pés, sendo o rosto e mãos e pés os nossos sensores de temperaturas.

Atenção em relação ao consumo de bebidas alcoólicas (cachaça, whisky, conhaque e outras) para nos aquecer, absolutamente isto não existe. O álcool dilata os vasos sanguíneos levando o sangue a um maior contato com as áreas expostas ao frio e ao contrário do que se espera ocorre maior perda do calor e o sangue mais frio, seguindo para o interior do corpo dissemina a baixa temperatura. Portanto bebidas alcoólicas não aquecem e a sensação de queimação no estômago é na verdade sintoma de uma leve gastrite aguda.

Essa falsa sensação de calor provocada pela bebida no esôfago e estômago induz acreditar que o organismo está aquecido, o que não é verdade. O perigo é ficar alcoolizado e não sentir o frio, o que resulta em enorme risco de hipotermia e suas consequências. Somente a ingestão de líquidos previamente aquecidos (chá, chocolate, leite) é que leva calor ao seu organismo.

Nos casos de emergências por grave perda de temperatura corporal, além de se agasalhar imediatamente com materiais térmicos, devemos administrar líquidos aquecidos pela boca. Infelizmente pessoas morrem por hipotermia, sem perceber a intensidade do frio devido à intoxicação alcoólica por elevada ingestão de bebidas. Em relação aos problemas respiratórios, eles se elevam pela baixa imunidade do organismo, consequente ao frio intenso. Por isso a vacinação antigripal anual para as pessoas mais sensíveis, como as crianças e idosos.

Exercícios físicos são saudáveis quando a temperatura no ambiente está acima de 20 graus. No inverno, o esportista deve evitar baixas temperaturas e o vento frio. Recomendamos aquecimento muscular, respiração nasal de preferência, vestimentas adequadas para se proteger da perda rápida de calor, principalmente das mãos, pés e rosto, ingestão de líquidos aquecidos, principalmente no pós-exercício.