O cinema sul-coreano vem conquistando o público mundial. Depois de levar o primeiro Oscar na categoria de melhor filme com Parasita, as produções orientais ganharam maior notoriedade para o espectador mundial. Mas engana-se quem acredita que eles estão garantindo seu espaço só agora. No começo da década de 2000, Park Chan-Wook fez sucesso com a trilogia da Vingança, sequência iniciada com Mr. Vingança, depois Old Boy e Lady Vingança.  E na última terça-feira (8) a Netflix lançou #Alive, filme de terror que caiu no gosto do espectador brasileiro, garantido o Top 10 de produções mais vistas da semana.

LEIA MAIS: História de Ayrton Senna ganha minissérie pela Netflix

O longa se passa em uma cidade infectada por um vírus misterioso, que transforma os infectados em zumbis. Isolado na própria casa, o jovem Joon Woo precisa achar uma solução para se manter vivo, até que achem a cura.Suspense de roer as unhas, o estreante Jo II Hyeong consegue apresentar em #Alive ótimos conflitos em um enredo já conhecido pelo público fã de histórias de zumbi.

A começar pelo momento histórico que estamos vivendo, com a pandemia do novo coronavírus, Hyeong por coincidência (ou não), lançou uma obra sobre a importância do confinamento, as vantagens em viver uma sociedade altamente tecnológica, e o poder das mídias e redes sociais para a comunicação.

Diferente de muitas obras do gênero zumbi, que aliás, é a temática que menos me agrada, #Alive mostra, assim como foi em Invasão Zumbi – longa de Yeon San-Ho, que foi exibido em Cannes em 2016, o Oscar da França – que os sul-coreanos sabem como fazer ótimos enredos sobre mortos-vivos.

CONFIRA TAMBÉM: Netflix divulga teaser de A Maldição da Mansão Bly, nova série de terror

Aliás, #Alive se destaca não só pela produção em um enredo recheado de suspense, e sim por trazer a perseverança, a esperança, a busca por acreditar que tudo tem uma solução e que o impossível não existe.

Enfim, como as citadas a Trilogia da Vingança e o filme de San-Ho, o cinema oriental deve conquistar ainda mais o público geral. Não só o gênero horror, mas pelo drama também. Eu espero que com #Alive, o público comece a procurar outros filmes e séries asiáticos e descubra as ótimas produções existentes.

Cena de “#Alive”. Foto: Divulgação/Netflix

Avaliação: ⭐⭐⭐1/2
Pra quem curte: Suspense
Pra assistir com: amigos, sozinho ou crush
Filmes/Séries Semelhantes: Guerra Mundial Z, Reality Z e REC