Você se sente um rato de laboratório em uma roda de rato, andando 1 hora na esteira? Se sente bobo de passar 1 hora e não perder nem um único quilo? Sente que está perdendo tempo da sua vida?

Se você se sente assim vai concordar comigo, fazer 1 hora de esteira todo dia é chato pra caramba! Aquela sensação horrível que o tempo não passa, parece que você está lá há 5 horas e só se passaram 30 minutos.

Vou te contar o grande mito sobre os treinos de 1 hora na esteira. Aquela caminhada ou corrida leve, não é a melhor estratégia para emagrecer. As pessoas acreditam que têm que ficar 1 hora ou mais na esteira da academia para queimar o maior número de calorias e gordura durante o exercício físico. Então quanto mais tempo elas passarem lá melhor.

Outro mito que vem junto com esse, é que você só consegue queimar gordura depois de 20 minutos de exercício, então do total de 1 hora de exercício, você só queima gordura durante os 40 últimos minutos. A origem desse mito é que quando fazemos um trabalho aeróbio a energia inicial predominante vem da fonte do glicogênio, do carboidrato estocado em nossos músculos e no sangue. Quando esse tanque esvazia é que começa a queimar gordura. Porém a verdade é que nós estamos o tempo todo gastando ambos, carboidrato e gordura, e isso não influencia no emagrecimento.

Os estudos científicos atuais têm demonstrado que a melhor forma de emagrecer não é queimar o máximo de gordura ou caloria possível durante o exercício. A melhor forma de emagrecer é fazer menos exercícios em uma intensidade individualmente ideal, nesse caso intensidade mais alta, para acelerar o metabolismo e assim emagrecer mais e mais rapidamente.

A parte boa é que para fazer esses exercícios você não precisa passar uma 1 hora na esteira feito um rato de laboratório. 20 minutos de exercícios são mais que suficientes. Não dá tempo nem de o exercício ficar chato. São somente 20 minutos.

É fácil, mas não é simples. Esses exercícios são os HIITs, são muito eficientes para emagrecer, porém o HIIT contém um grande segredo para ser eficaz. Não adianta você fazer o HIIT de qualquer jeito, simplesmente corre durante 1 minuto e andar por 1 minuto a qualquer velocidade, o HIIT precisa ser feito na intensidade ideal de acordo com cada pessoa e protocolo.

Para você saber fazer da maneira correta e eficaz são mais de 10 variáveis para controlar. Estas variáveis são:

  • O seu condicionamento físico;
  • A sua experiência com o HIIT;
  • A modalidade de exercício;
  • Tempo total de treino;
  • Tempo de cada estímulo (tiros);
  • Velocidade de cada estímulo;
  • Tempo de pausa (recuperação);
  • Velocidade da pausa;
  • O número total de séries;
  • Tempo de descanso entre os HIITs;
  • Se fará mais algum treinamento junto, por exemplo musculação, natação;
  • Entre outros fatores.

Parece complicado, e realmente é, mas calma, você não precisa saber disso. Se você quer construir uma casa, você contrata um arquiteto ou um engenheiro. Se o seu dente quebrou você não arruma sozinho com super bonder, você vai a um dentista. E se você quer um treino eficiente para emagrecer o que você faz? Faz por conta.

A verdade é que se você quer se manter ativo, melhorar a sua saúde, quer até emagrecer, mas não tem pressa, você pode fazer os seus treinos por conta. Porém se você quer resultados melhores, treinos mais eficazes e seguros, procure por um profissional capacitado para fazer isso, no caso eu (rs), um profissional de Educação Física. Essa é a mensagem da semana.

Se quiser minha ajuda segue meu contato, contato@zanonpersonal.com.br. Um abração e até a próxima semana.

Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Instagram Compartilhe no Twitter Compartilhe a Tribuna