Já imaginou dormir apenas duas horas por dia? Esse é o período em que o lutador Killys Mota, 26 anos, tira para o seu descanso. A vida do atleta paulista, que é radicado em Curitiba há nove anos, tem sido cada vez mais corrida. Com dois filhos pra criar, o atleta da CM System ainda divide a rotina de treinos de MMA com o trabalho como segurança particular na capital paranaense.

“Eu praticamente não paro. A gente acaba se desdobrando. Trabalho a noite inteira e já emendo no treinamento da manhã. Levo meu filho pro colégio e só consigo um tempo pra descansar de tarde. Mas, logo já tem que ir à luta novamente, com preparação física, boxe e tudo mais. Eu quero chegar no UFC um dia”, destacou o lutador, que concedeu uma entrevista exclusiva ao Direto do Octógono, logo após a sua vitória no Fight 2 Night do último fim de semana, realizado em Foz do Iguaçu.

“Foi um evento impecável, com uma estrutura excelente e organização perfeita. Graças a Deus tive a felicidade de ainda sair com uma nova vitória. Consegui colocar a minha estratégia em jogo e pude comemorar ao final do confronto”, frisou Killys, que triunfou sobre uma das principais lendas do MMA japonês.

O ‘curitibano’ venceu o ex-Pride e UFC, Akihiro Gono, 42 anos, por nocaute técnico no terceiro round. O veterano sofreu a sua 21ª derrota na carreira – ele já havia conquistado 35 vitórias. “Foi muito especial ter enfrentado o Gono, pois eu acompanhava o trabalho dele pelos vídeos há anos. É um cara que marcou no MMA”, ressaltou o atleta brasileiro, que já mira uma continuidade no Fight 2 Night.

“Agora é descansar e cuidar de algumas lesões causadas pela luta e pensar em seguir com a mesma disposição e empenho. Quero participar das próximas edições do evento, pois é uma das organizações mais valorizadas do Brasil no momento”, declarou Killys, sobre o evento produzido pelo ator Bruno Gagliasso.