O empresário do irlandês Conor McGregor, Audie Attar, ressaltou que o lutador não terá problemas com a lei e voltará normalmente ao UFC em janeiro do ano que vem.

Após ter assumido a culpa no caso de agressão a um idoso em Dublin e pagado uma multa de cerca de R$ 4,5 mil, o irlandês também enfrenta uma acusação de abuso sexual.

“Ele nega veementemente qualquer alegação de má conduta sexual ou qualquer transgressão. Nós veementemente negamos isto e ele também. No fim do dia, nós sabemos quem ele é, ele sabe quem ele é, e nós sabemos qual é a verdade”, disse o empresário à ESPN.