Após dois anos longe do octógono, Anderson Silva voltou ao UFC na madrugada deste domingo, em Melbourne, na Austrália, contra o nigeriano Israel Adesanya. Pelo UFC 234, o Spider buscava uma vitória para voltar a figurar entre os principais pesos-médios do Ultimate. Um triunfo deixaria o “curitibano” mais perto de uma disputa de cinturão novamente.

O primeiro round foi cercado de equilíbrio e provocações. O estudo entre os dois atletas prevaleceu no minuto inicial. Adesanya parecia se sentir bem à vontade no octógono. O gringo teve uma pequena vantagem sobre o Spider, que estava muito bem, mesmo com o período longo afastado do MMA.

No segundo assalto, a vantagem também foi pequena. Porém, desta vez, a favor do “curitibano”. Silva se recuperou, encontrou a distância e equilibrou o confronto, acertando alguns golpes em Adesanya. No último round, faltou um pouco mais dos dois atletas. O nigeriano teve mais ação, enquanto o Spider agia mais no contra golpe.

Ao final dos três rounds, Anderson Silva acabou perdendo na decisão unânime dos árbitros. “Estou muito feliz. Eu só tenho a agradecer a Deus por me dar mais uma chance. Eu amo o meu trabalho. A categoria tem muitos lutadores fortes. Mas, eu luto com o coração”, disse Silva ao final do duelo.