O presidente do UFC, Dana White, revelou que a baiana Amanda Nunes pretendia fazer uma revanche contra a curitibana Cris Cyborg, pelo cinturão peso-pena, após o seu duelo contra a americana Holly Holm, no dia 6 de julho, pelo título peso-galo, válido pelo UFC 239.

Entretanto, o chefão do Ultimate ressaltou que a curitibana não aceitou. Por outro lado, em entrevista à imprensa americana, Cris criticou Dana e afirmou que o presidente está “sujando a sua imagem”.

+ Leia mais: Khabib descarta revanche contra McGregor

“Ele vai para a rede dizer que estou com medo para manchar minha imagem. As pessoas me seguem, sabem quem sou. Não tenho medo de ninguém. As pessoas sabem que eu queria a revanche, sabem que não aconteceu porque ele disse não”, disse a atleta da Chute Boxe.

Com a revanche descartada, Cris foi escalada para encarar a canadense Felicia Spencer, pelo UFC 240, no dia 27 de julho, em Edmonton, no Canadá. É a última luta do contrato da curitibana com o Ultimate.