Em um país que sofre com uma crise econômica/política que parece não ter fim, o início dos Jogos Olímpicos resgatou um pouco de nossa auto estima e orgulho de ser brasileiro.

A cerimônia de abertura mostrou novamente ao mundo o quanto é rica nossa música, diversidade de novo povo, enfim o espetáculo de nossa cultura. Sem grandes atrações pirotécnicas, luxo excessivo observado em outras aberturas, o que se viu foi a simplicidade aliada a tudo que temos de melhor. Para aqueles que insistem em sair pelo mundo espalhando que no Brasil nada é bom e nada presta, foi uma verdadeira lição que podemos sim ser bons, apesar de inúmeros desafios que estamos enfrentando internamente.

Que o espírito olímpico invada os lares brasileiros, que a cada dia possamos superar nossas metas individuais, praticar a caridade, estender a mão ao mais necessitado, dessa forma transformar nosso país em uma nação ainda melhor.

O esporte é diretamente ligado a educação, é na escola que a criança aprende os primeiros movimentos desportivos, melhora sua coordenação motora e compreende os desafios que irá enfrentar. Não são todos que se tornarão atletas de competição desportiva, mas é na escola que se aprende como enfrentar a competição da vida.

Que os jogos tragam exemplos de superação, luta incansável pelos resultados, que tudo isso sirva de inspiração para nós brasileiros na luta por uma nação mais honesta, justa e preparada para os próximos anos.