Como em muitas coisas em nossas vidas, existe um começo, um meio e o fim. E, agora, chegou ao final esta coluna. Desde o dia 13 de maio de 2015 este espaço foi reservado para as novidades do sertanejo. Durante estes quatro anos, sete meses e cinco dias falamos aqui sobre duplas locais (que mereciam o seu devido reconhecimento) e nacionais (que volta e meia davam as caras em Curitiba), lançamentos, o que estava em alta, apostas, entre diversos assuntos.

Mas chegou a hora de dar um tempo. Por outras questões, ficamos por aqui. Continuo na Tribuna, mas apenas na parte esportiva. O que não quer dizer que futuramente não possa voltar e dar meus pitacos sobre sertanejo. Afinal, assim como tudo se acaba, também se renova. Nem sempre um ponto final é sinal de um adeus, mas pode ser uma nova oportunidade.

Vimos muito isso no sertanejo. Artistas que ‘sumiram’ por um tempo e voltaram repaginados. Outros que mudaram seu estilo e retomaram o sucesso. O novo muitas vezes pode ser positivo.

Assim como essa oportunidade surgiu no início de 2015. Em todo este tempo tive a oportunidade de entrevistar diversos cantores e duplas. Muitos, confesso, era fã e pude ter esse contato mais próximo.

Outros, infelizmente não tive a chance de conhecer, por cruzar com pessoas que se acham com mais estrela que o entrevistado. O famoso ‘staff’ de um artista ou de algum evento, que, ao invés de ajudar, acabava atrapalhando, com prepotência e falta de consideração. Mas isso acontece em qualquer meio, então não vale a pena relembrar.

Melhor trazer as boas lembranças e um muito obrigado a você, que durante este período, me acompanhou e me ajudou com este espaço.

Shows

Para fechar esta fase, amanhã tem Munhoz & Mariano no Santa Marta e na sexta-feira é a vez de Loubet, na Rodeo Country Bar.