Sob o pretexto de estar exercendo seu direito de deputado, Anibelli Neto voltou ao tema do crédito que o Estado do Paraná tem com o Athletico pela construção da Baixada. Se Anibelli fosse sincero no exercício desse direito, estaria absolutamente correto. Ocorre quando o exerce para tratar do caso específico, pratica uma fraude ideológica. Faz da Assembleia uma continuidade da arquibancada do Coritiba, e usa a condição de legislador para agir como torcedor coxa.

Seja como deputado ou seja como torcedor, Anibelli Neto, ao cobrar uma ação do governo do Paraná, prova o seu despreparo pela absoluta ignorância dos fatos.

É que o Estado do Paraná já fez o que tinha que fazer. Não recebendo o seu crédito, há 4 anos determinou que a Paraná Fomento, ajuizasse ações de execução de título extrajudicial contra o Athletico e a CAP S/A. Reunidas na 4ª. Vara da Fazenda Pública, já receberam sentença favorável ao Estado, que é objeto de recurso no Tribunal de Justiça do Paraná.

Seria a mesma coisa, se a população exigisse a repetição do dinheiro que o deputado recebeu em excesso na prestação de contas. Não poderia exigir, se o fato é causa de uma ação na qual se defende.

Não há nada pior do que um político que ignora os fatos. Nesse episódio, Anibelli prova que é um político da pior espécie.

Dúvidas e dúvidas

O presidente Leonardo Oliveira foi autorizado pelo Conselho Deliberativo a assinar o contrato com os russos. Sempre entendi que os conselhos deliberativos dos clubes são os grandes responsáveis pela quebra de alguns. O do Paraná, comandado por Casinha (R$ 16 mil mensais), autorizou Leonardo Oliveira (R$12.500,00 mensais), sem analisar a minuta do instrumento de contrato. Se confortaram com a promessa de revitalização da Vila Olímpica, do pagamento de R$ 300 mil por mês e com a promessa da contratação de 12 jogadores para a disputa da Série B.

A equação financeira, embora tenha o significado de uma traição por 30 moedas, à essa altura deixa de ser a de ser a questão mais importante. O que é preciso saber é o seguinte: a) Qual é o patrimônio no Brasil da empresa russa para responder por excessos? b) O dinheiro russo tem origem conhecida? Qual o prazo que os russos têm para devolver o Paraná ao Brasileirão?