Não sou jurista, mas apenas um advogado. Foi o que me bastou para aprender a ler e concluir pela pretensão de uma lei. Quando a ordem jurídica da FIFA que trata do doping afirma a suspensão provisória do jogador por 60 dias, das duas, uma: ou submete o jogador ao julgamento nesse prazo, ou vencido esse prazo, o atleta fica liberado até decisão definitiva. Não há precedente ao contrário.

No entanto, o zagueiro Thiago Heleno e o meia Camacho continuam impedidos de jogarem pelo Athletico. Não há mais lógica que suporte esse impedimento: o termo final da suspensão já foi alcançado, a Conmebol não estendeu esse prazo, e não marcou a data do julgamento.

Foto: Albari Rosa.

É um excesso, que a legislação de qualquer país democrático intervém em benefício do acusado. É o princípio da razoabilidade que apanha a questão, e que se tornou direito positivo universal pelos artigos 8º, e 25 do Pacto de São José da Costa Rica (Convenção Americana sobre Direitos Humanos.

É possível afirmar em linguagem figurada que Thiago Heleno e Camacho “continuam presos”, sem a culpa que sequer pode ser presumida, porque já foi confessada publicamente pelo Athletico. E, o Furacão, aceitando o aspecto formal da defesa, não adotou nenhuma medida liberatória para os jogadores. Poderia fazê-lo, em 10 de julho passado, quando o prazo de 60 dias se esgotou.

Dirão, que serão absolvidos. Esse fato é o que menos interessa no momento, porque o mínimo que se espera é a absolvição. O que importa e, portanto, censurável, é a absoluta omissão do Athletico em não buscar afastar o impedimento para Thiago e Camacho jogarem.
Mais grave do que não intervir para afastar a suspensão até o julgamento para que os atletas trabalhem, é a ofensa à dignidade como seres humanos e de suas famílias. É lamentável, que Mario Celso Petraglia, que tem formação jurídica, tenha deixado o caso alcançar a esse estágio.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!