Isso é a primeira coisa que escutamos quando procuramos um nutricionista, ou seja, que podemos emagrecer se comermos mais frequentemente e em menor quantidade. Se você entender o porquê vai ser mais fácil adquirir e manter esse hábito, visto que saber  disso todos sabem, porém o mais difícil é colocar em prática. E essa coluna tem sempre o objetivo de informar e oferecer soluções e é importante entender o funcionamento das coisas, principalmente quando se trata de nossa própria saúde, e procurar a qualidade de vida é afastar a doença.

Comer mais frequentemente, como por exemplo de 3 em 3 horas, é uma questão tão original do ser humano que um neném mama exatamente nesse mesmo intervalo. E, voltando no tempo, lembremos que nossos avós sempre comiam algo no meio da tarde. Os trabalhadores dos campos sempre faziam um lanche pela manhã e também tinham o café da tarde. Em algumas localidades do interior e entre os mais antigos esses hábitos são mantidos até hoje.

Mas o que desviou os seres humanos modernos (como nós) desse habito natural?  Foi a correria de ter que trabalhar,  perder muito tempo em transporte e se importar muito mais em trabalhar ou estudar do que prestar atenção nas necessidades do próprio corpo. Quem não come mais frequentemente acumula mais fome, e não consegue parar de comer à noite.  Ou sempre tem a necessidade de doce após o almoço, e isso faz ficar com mais preguiça o dia inteiro, além de a aumentar a barriga. E a flacidez muscular também fica cada vez mais perceptível porque, ao ficar sem comer por um intervalo grande, o corpo perde massa muscular.

Engana-se quem acha que ao ficar sem comer o corpo vai tirando a energia da gordura. Negativo! Infelizmente o corpo ‘queima‘ o músculo, e quando a pessoa senta com fome na mesa achando que pode comer bem porque faz tempo que não come, então  o corpo na consegue aproveitar tudo e todo aquele resto vai virando gordura, o que os médicos e profissionais da área chamam de ‘tecido adiposo‘.  Então o segredo é colocar pequenas porções a cada vez, e aumentar a quantidade de vezes que se come por dia, dessa forma o corpo nunca perde músculo, (e até ganha), da mesma forma que também não vai armazenar gordura. Comece a inserir frutas nos lanches intermediários, ou até mesmo alguns biscoitos integrais, e em pouco tempo você sentira mais disposição e seu corpo irá começar  a se ajustar nesse ciclo natural, facilitando a perda de peso e a manutenção da massa muscular. Agora você já sabe por que deve comer mais frequentemente. Use essas informações em seu benefício, ponha as dicas em prática, mesmo na correria do dia a dia, e já será um grande passo rumo à sua verdadeira qualidade de vida.
Até amanhã.

Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Instagram Compartilhe no Twitter Compartilhe a Tribuna