Lavar as mãos após ir ao banheiro é um hábito fundamental para a higiene pessoal que se aprende desde a infância. Porém, há quem não aprendeu ou discorda da sua importância. Uma pesquisa do IBOPE Inteligência, em parceria com a Worldwide Independent Network of Market Research (WIN), realizada em 64 países, com 62.398 entrevistados, mostra que uma em cada três pessoas no mundo (36%) não tem o hábito automático de lavar as mãos com sabonete após ir ao toalete.

No Brasil, onde o IBOPE Inteligência ouviu 1.022 internautas, 73% apontam que lavar as mãos automaticamente após ir ao banheiro é um hábito totalmente integrado ao seu dia-a-dia.

A pesquisa mostra que há diferenças significativas de comportamento de acordo com a região. Para 76% dos chineses e 60% dos sul-coreanos lavar as mãos após ir ao banheiro não é um hábito automático, enquanto que na Arábia Saudita 97% têm esse costume.

Na Europa, os gregos são os mais higiênicos (85% lavam as mãos) e os holandeses, os menos (47% não possuem esse hábito automático). Nas Américas, os colombianos são os que mais lavam as mãos: 93%. No sentido oposto estão os mexicanos: 32% não fazem isso de maneira automática.

“Estima-se que 35% da população mundial não tenha acesso a banheiros com condições seguras de higiene e isso talvez seja o motivo pelo qual um grande número de pessoas não lavam as mãos com água e sabonete após irem ao banheiro. Isso ocorre tanto por falta de estrutura como por hábitos inadequados.  Essa pesquisa é um alerta mundial sobre os benefícios de se lavar as mãos de maneira correta”, diz Jean-Marc Leger, presidente da WIN.