Mais de trezentas crianças de Matinhos, no litoral do Estado, receberam ontem a dose da vacina contra poliomielite (paralisia infantil). A ação marcou a abertura, pela Secretaria de Estado da Saúde, da primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, que acontecerá em todo o País amanhã, das 8h às 17h.

O secretário da saúde, Cláudio Murilo Xavier, aplicou a primeira dose da vacina no Paraná na menina Kézia Cabral, de 4 anos. “A saúde tem que estar sempre em primeiro lugar, por isso fiz questão de trazer logo cedo minha filha para tomar a vacina”, afirmou Hirma Ramos, mãe de Kézia. Este é o último ano que a menina toma a vacina contra a pólio, que deve ser aplicada anualmente para imunizar as crianças com idade até 4 anos.

O lançamento da campanha fez parte das comemorações do aniversário de Matinhos que completou, na última quinta-feira, 36 anos de emancipação política.

A meta do município de Matinhos é vacinar, até amanhã, todas as 2.500 crianças da cidade.

Ao todo, 920 mil crianças devem ser vacinadas pela Secretaria de Estado da Saúde. Cerca de 24.500 pessoas estão trabalhando na campanha de vacinação nos 9.200 postos de saúde localizados nos 399 municípios paranaenses.

Na região de Maringá, aproximadamente 53 mil crianças serão imunizadas contra paralisia infantil, nos 30 municípios da Regional de Saúde. Cerca de 160 mil doses estarão disponibilizadas em 175 postos fixos e 69 volantes.

Último caso em 1986

A coordenação dos trabalhos está sendo feita pelas 22 regionais de saúde, que distribuíram 2 milhões de doses da vacina em todo o Paraná. “Já estamos há quase 20 anos sem novos casos de paralisia infantil e isso só foi conseguido graças às campanhas sérias de vacinação”, ressaltou o secretário Cláudio Xavier.

No Paraná, o último caso de pólio foi registrado em 1986, em Campo Largo, região metropolitana de Curitiba. As campanhas nacionais contra a poliomielite começaram em 1980. Em 1994 o Brasil recebeu o certificado de erradicação da poliomielite.

Entretanto, como a poliomielite não está erradicada em todos os continentes e provoca ainda muitas vítimas nos continentes africano e asiático, sempre existe a possibilidade de reintrodução do vírus selvagem no Estado. O movimento de viajantes internacionais portadores assintomáticos da doença ameaça países que atualmente estão livres da paralisia infantil.

A poliomielite é uma doença infecciosa e altamente contagiosa que afeta exclusivamente o ser humano. Atinge o sistema nervoso central, resultando em paralisia permanente com deformação. Pode levar à morte. A maioria das vítimas está na faixa etária abaixo de cinco anos de idade.

A vacina é indolor, aplicada por via oral (duas gotas), em duas etapas. A primeira etapa acontece amanhã e a segunda em 23 de agosto. O mascote oficial da campanha em todo o País é o Zé Gotinha, que também esteva presente na vacinação em Matinhos. As autoridades sanitárias pretendem atingir 95% do público-alvo paranaense.