Você acha que três minutos são suficientes para tomar um banho? Apesar de parecer pouco, esse é o tempo indicado para os dias mais frios. É o que garante o professor do Departamento de Dermatologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Jesus Rodrigues Santa Maria. Ele afirma que os banhos quentes e demorados e a falta de hidratação da pele podem provocar diversas doenças.

“Com as baixas temperaturas, o que se observa é o ressecamento da pele, porque há uma diminuição da atividade das glândulas sudoríparas”, explica o médico. Essa falta de hidratação pode ser responsável por problemas como o eczema asteatósico. A doença é caracterizada pela mudança de cor da pele, que fica avermelhada, principalmente nas extremidades, e com o aspecto de rachaduras, sendo comum aparecer coceiras.

Outra doença identificada é a perniose, que acomete pessoas alérgicas ao frio. Ela é caracterizada pelo vermelhidão nas extremidades, como pés e mãos, podendo provocar coceira e inchaço. Também é comum nos períodos mais frios o aparecimento de dermatites.

Cuidados

O dermatologista Jesus Santa Maria aconselha que o ideal é preparar a pele para o inverno, ou seja, hidratá-la durante o ano para prevenir as chamadas “doenças de inverno”. Os banhos não podem ser demorados e o indicado é não esfregar o sabonete ou a esponja pelo corpo. Santa Maria diz ainda que quem mora em regiões mais frias pode reduzir o número de banhos. “Não estou dizendo para as pessoas não tomarem banho, apenas que no inverno não há necessidade de se tomar dois ou mais banhos por dia”, diz.