Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, só em 2004, foram realizadas 40.230 cirurgias plásticas de nariz.

Um rosto bonito pode ser um ótimo cartão de visitas. Olhos, nariz e boca não precisam ser perfeitos, mas devem formar um conjunto agradável e harmonioso. Localizado no centro da face, o nariz ganha uma posição de destaque e transforma a fisionomia. "Além de conferir a proporção do rosto, ele é capaz de harmonizar a face de uma pessoa. Nos casos em que a forma não está adequada, a cirurgia plástica corrige essa imperfeição, devolve o ponto de equilíbrio", afirma o cirurgião plástico Lecy Marcondes Cabral.

Para realizar uma rinoplastia, o nome que se dá a esse tipo de cirurgia, o médico deve levar em conta aspectos como o tamanho do nariz em relação à testa (região frontal), à parte central do rosto e, também, ao tamanho do queixo, sempre respeitando as características étnicas e, naturalmente, o biotipo de cada paciente. "Nunca um nariz será igual a outro, pois as correções não obedecem a um

padrão, mas sim ao ideal proposto para cada indivíduo?, afirma o cirurgião. Por isso, apenas o especialista em cirurgia plástica é capaz de definir, após estudar todos os detalhes, o formato ideal para o nariz do seu paciente.

Diferentes abordagens

Lecy Cabral explica que narizes com a base larga (tipo negróide), ou com o dorso alto (adunco), ou ponta globosa exigem diferentes tipos de abordagem. O cirurgião precisa analisar o aspecto funcional da intervenção, ou seja, pode ser necessário associar ao mesmo ato cirúrgico uma correção de septo nasal, problema comum que provoca obstruções nasais e dificuldades para respirar.

De acordo com o médico, a rinoplastia pode ser realizada a partir dos 15 anos de idade. Em adolescentes, a intervenção é capaz de recuperar a auto-estima e eliminar um incômodo que, geralmente, atrapalha a convivência social. ?As incisões são feitas pelo lado de dentro do nariz, portanto não deixam marcas e cicatrizes aparentes?, explica. Em muitos casos, o médico precisa apenas levantar ou afinar a ponta desse órgão para obter bons resultados, com um mínimo de trauma.

Há situações em que o cirurgião necessita acrescentar cartilagem para formar um novo perfil ou, ao contrário, ajustar o osso com raspagens e cortes. ?Só se mexe na estrutura óssea se a sua formação for larga ou alta demais ou, então, houver necessidade de estreitar ou diminuir a curva acentuada do nariz?, esclarece o médico. Por isso, os candidatos à cirurgia precisam saber que a rinoplastia não depende apenas de técnica, mas também do senso estético do especialista. Tudo porque cada milímetro retirado ou adicionado ao volume do nariz faz uma grande diferença na face e na harmonização do conjunto.

Como é o procedimento

A cirurgia é realizada com anestesia local ou sedação e dura em torno de uma hora. O paciente recebe alta no mesmo dia e deixa a clínica com um curativo modelador, para proteção. Depois de uma semana, o curativo é retirado e o paciente deve utilizar um micropore por mais algum tempo. O resultado definitivo da rinoplastia só é visível seis meses depois da intervenção, pois depende de características pessoais. A liberação para a prática de exercícios ocorre em um mês e a exposição solar em 60 dias. "As orientações médicas no pós-operatório são muito importantes e devem ser seguidas à risca para garantir uma plena satisfação", afirma Lecy Cabral.