maissaude_mamografia.jpgApesar das campanhas de prevenção, o câncer de mama continua sendo uma das principais causas de morte entre as mulheres. Situação que pode ser revertida pela mamografia, um exame que cada vez mais se torna o principal aliado da mulher na investigação e prevenção dos tumores de mama ? o inimigo que mais causa medo e principal causa de morte entre elas. Não é para menos, estima-se que, no Brasil, em torno de 40 mil novos casos da doença apareçam todos os anos. Estes números indicam que muitas mulheres não levam a sério a recomendação de se fazer rotineiramente esse exame.

Para evitar o problema, a prevenção é fundamental. Todas as mulheres devem fazer o auto-exame de mama e, ao mínimo sinal de alguma alteração, procurar auxílio especializado. No entanto, o auto-exame só detecta os tumores quando estes já estão na forma de caroço. Bem diferente da mamografia, que os localiza muito antes, em seus estágios iniciais, quando a probabilidade de cura é maior e a chances de manter a mama intacta são também maiores.

Mamografias periódicas

A mamografia é o exame de raios X da mama. Como é formada por um tecido bastante denso, para obter uma imagem clara, faz-se necessário comprimi-la entre duas placas de acrílico para que o tecido fique distribuído de maneira uniforme, além de manter a mama imóvel. Atualmente, com uma dose mínima de raios X, consegue-se revelar minúcias do tecido mamário, permitindo de forma bastante nítida localizar microcalcificações – estruturas iniciais que podem se tornar células malignas.

A correta posição da mama durante a mamografia é extremamente importante para assegurar que a imagem mostre todo o tecido mamário e também a região abaixo do braço. Ao começar o procedimento, o técnico deverá informar todas as etapas da mamografia para assegurar a inteira participação e cooperação da mulher durante o exame. Todo o processo dura em torno de 25 minutos. Especialistas recomendam o exame periodicamente a partir dos 35 anos de idade.

Não é preciso existir queixas nem sintomas para se realizar o exame; apesar disso, a mamografia também é utilizada como método diagnóstico, quando já há a suspeita da existência de alguma anomalia. Os benefícios da mamografia quanto a uma descoberta precoce e tratamento do câncer mamário são muito significativos, sendo muito maiores do que o risco mínimo da radiação e o desconforto que algumas mulheres sentem quando a mama é comprimida durante o exame.

Auto-exame sempre

Nunca dispense o auto-exame, rotineiramente observe as mamas no espelho procurando manchas ou outras marcas. Erga os braços e observe atentamente para ver se não existe algum tipo de deformação. Deitada, toque as mamas, por meio de movimentos firmes e circulares. Fique atenta para caroços ou inchaços.