A Libbs Farmacêutica está lançando sua linha de soluções nasais que traz um novo conceito de tratamento para a rinite. Livres de conservantes, os produtos trazem uma inovadora tecnologia que permite manter o medicamento estéril do início ao fim do conteúdo. O Plurair (cujo princípio ativo é a fluticasona) é um novo glicocorticóide para uso inalatório que não agride a mucosa nasal. A nova linha traz também o Salsep, uma solução salina isotônica pura, que promove o alívio da secura e inflamação das mucosas nasais, sem o desconforto causado por vasoconstritores e conservantes, possibilitando o uso prolongado.

A linha Respirar segue a nova tendência mundial de produtos tópicos nasais livres de conservantes, utilizando uma nova tecnologia de frasco para spray. Este frasco tem um mecanismo que o diferencia dos demais, por possibilitar a manutenção do produto estéril, livre da adição dos conservantes, que são agentes agressores da mucosa nasal.

Vários trabalhos científicos mostraram que os conservantes utilizados nos produtos tópicos nasais, dentre eles, o mais utilizado cloreto de benzalcônio, têm uma ação irritante na mucosa nasal, causando danos na atividade mucociliar e gerando uma agressão que pode causar crises de broncoespasmo e asma, além de rinite medicamentosa.

Os novos produtos da Linha Respirar não contém substâncias vasoconstritoras. Isso porque o uso prolongado de descongestionantes contendo esse tipo de substância também pode causar danos à saúde, como dependência psicológica e o chamado “efeito rebote”. Como essas substâncias contraem os vasos sangüíneos e diminuem o volume das estruturas internas do nariz (os cornetos), ocorre a desobstrução das narinas, o que facilita a respiração. Porém, horas depois, o remédio provoca sensação contrária, dilatando as narinas. Esse é o efeito rebote. Geralmente, o paciente usa o produto novamente para voltar a respirar melhor, formando um círculo vicioso, que pode provocar dependência, segundo informações do Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox) do Hospital das Clínicas (São Paulo).

Plurair e Salsep permitem, portanto, um tratamento mais adequado da rinite, dentro dos parâmetros indicados pelo Projeto ARIA, documento preparado por 54 sociedades médicas de vários países, que chama a atenção para a necessidade do controle da rinite no mundo. Segundo o documento, a doença atinge de 10 a 25% da população em geral. O Projeto ARIA apresenta também o novo conceito de “Vias Aéreas Únicas”, que diz que o tratamento adequado da rinite conduz à diminuição do número de crises de asma.

Para o novo frasco utilizado nos dois produtos, foi desenvolvido um sistema de nebulização dotado de dosificador mecânico, multidose, dispondo de um filtro e uma trava de segurança que impedem a remoção do propulsor. Estes três elementos e o uso de uma bomba a vácuo previnem a entrada de microorganismos no sistema e impedem a contaminação do medicamento.

Produtos

Salsep é uma solução salina isotônica, indicada para lavagens nasais, fundamentais no tratamento das rinites, em particular na rinite alérgica. As soluções salinas podem ser aplicadas várias vezes ao dia, tendo a capacidade de fluidificar e remover o muco, aliviar a irritação tecidual e umedecer as membranas ressecadas, agindo como descongestionantes nasais, melhorando a função mucociliar do olfato. Quando administradas em spray, ocorre maior particulação da substância, oferecendo maior área de contato com a mucosa, e diminuindo o volume de líquido nebulizado.

Plurair é uma solução aquosa com fluticasona, um corticóide de ação local para tratamento de rinites alérgicas. É eficaz no tratamento da rinite alérgica perene ou sazonal e em tratamentos de curta e longa duração. Tem boa tolerabilidade local e pode ser usado por adultos, adolescentes e crianças a partir de quatro anos. Venda sob prescrição médica. (Ana Carolina Prieto)