A mudança de temperatura no verão também provoca mudanças no funcionamento do corpo humano. Entre elas está a queda da pressão arterial ? força que o fluxo sanguíneo exerce nas paredes das artérias. Por isso os hipotensos devem ficar alerta, ingerindo bastante líquido, principalmente em cidades mais quentes. Outra recomendação é evitar lugares fechados e sem ventilação adequada à temperatura. Os sintomas da queda da pressão arterial são tontura, indisposição e mal-estar.

O cardiologista Everton Cardoso Dombeck, da Clínica Cardyológica Costantini, explica que a alteração da pressão comumente registrada nesta época do ano se deve principalmente a vasodilatação provocada pelo calor. “Quando os vasos se dilatam o sangue encontra um espaço maior para circular. Neste caso, a força que exerce nas artérias será menor e, conseqüentemente, a pressão arterial também”, diz.

Outro fator que provoca a queda de pressão arterial é a que no verão as pessoas perdem mais líquidos porque a transpiração é maior. “Transpiramos muito quando a temperatura está elevada e se retemos pouco líquido a circulação sangüínea fica bastante facilitada”, diz o especialista. Ele ressalta que consultas periódicas a especialistas, principalmente antes de sair de férias, são importantes para evitar imprevistos com a saúde.