saudeocular290807.jpgO estresse tem sido a causa de boa parte das doenças provocadas pela agitação do mundo moderno. Constantes dores de cabeça e ardência nos olhos também podem ser sintomas causados por ele, denunciando a fadiga ocular, mal que atinge tanto os usuários de óculos quanto os não-usuários que passam por períodos prolongados focalizando objetos a curta distância, como comumente fazem os usuários de computador. ?Manter o olhar fixo na tela do monitor não é tarefa fácil para os olhos, pois exige um esforço constante de focalização na visão de perto e na visão intermediária?, explica o oftalmologista Marcus Sáfady, consultor do Instituto Varilux da Visão.

Segundo ele, muitas vezes as imagens do computador são pequenas e exibidas por trás de uma superfície refletora. ?Além disso, as bordas irregulares dos pixels da tela do computador são mais difíceis de focalizar do que as bordas lisas das letras tipográficas dos livros?, enfatiza. A esse fator, o médico acrescenta o brilho, o reflexo e a iluminação ambiente. ?Por aí se percebe como o uso prolongado do computador pode ser exaustivo?, completa Sáfady. O ambiente em que a atividade é desempenhada também pode ter um impacto negativo sobre o conforto visual. A qualidade e a quantidade da iluminação ambiente, a ventilação, poeira e fumaça de cigarro são outros fatores agravantes.

Lentes ergonômicas

Para o especialista, os primeiros sintomas podem se manifestar menos de uma hora após o início da atividade. ?Quando o olho focaliza um objeto a curta distância, ele faz ajustes imperceptíveis e incontroláveis para obter o foco, como, por exemplo, uma câmera digital fazendo o zoom. Esses ajustes são chamados de microflutuações da acomodação visual. E são realizados através das contrações de um músculo dentro do olho. Como todo músculo, o esforço contínuo leva ao estresse excessivo das funções oculares e ao cansaço com isso o olho fica incapaz de promover o foco exato, ocorrendo, então, os sintomas da fadiga ocular – dificuldade de foco, cansaço, entre outros?, explica.

Mas, ao contrário do que se pode pensar, a fadiga ocular não é prejudicial para a saúde dos olhos, de acordo com o óptico Eric Gozlan. ?Ninguém deixa de ver ou tem a visão danificada por esforçar demais os olhos, mas sempre há o incômodo e o desconforto, que podem durar uma hora ou um dia inteiro, prejudicando principalmente o rendimento no trabalho?, confirma. Algumas práticas comuns podem ajudar no tratamento do problema, diminuindo a fadiga e evitando os seus sintomas. A mais eficiente, segundo o consultor óptico, é o uso de lentes anti fadiga, como a Essilor Anti-Fatigue, que representa um grande avanço tecnológico, já que reequilibra o sistema acomodativo dos olhos, modificando o grau e diminuindo o esforço ocular.

Levantamento internacional revela que mal afeta 60% das pessoas com menos de 45 anos

Para evitar a fadiga ocular:

* Coloque sobre a mesa de trabalho um copo de água, que, ao evaporar, aumentará um pouco o grau de umidade;

* Deixe o monitor 20 a 30 graus abaixo da linha horizontal do olhar, pois, na visão de perto, o olho deve enxergar de cima para baixo e de fora para dentro;

* Normalmente, para lubrificarmos os olhos, piscamos 15 a 20 vezes por minuto, mas, ao usar o computador, essa freqüência diminui;

* Descanse entre cinco e 10 minutos a cada hora; l Levante e ande um pouco, o que melhora a circulação de modo significativo, e, em seguida, retorne às atividades;

* O local de trabalho deve estar bem iluminado e a tela do monitor regulada para evitar possíveis reflexos;

* Outra boa opção é usar um protetor de tela.