O diretor da clínica, Maurizio
Pedrazzani (direita), disse
que não é mais preciso sair
do País para ter um exame preciso.

O câncer de pulmão mata 50 mil pessoas por ano no Brasil. No entanto, quando diagnosticado precocemente, o índice de cura pode chegar a 90%. Pensando justamente em maneiras de diagnosticar o tumor e outras doenças o quanto antes, a X-Leme – clínica instalada em Curitiba há 50 anos – resolveu inovar. Investiu cerca de US$ 2,4 milhões na compra de seis novos equipamentos: o raio-x digital, mamografia, ultrassom, tomografia helicoidal, ressonância magnética e densitometria óssea, todos com a mais avançada tecnologia. “Esses equipamentos de ponta, que só existiam em Nova York, agora estão disponíveis no Brasil, na cidade de Curitiba. Agora não é necessário sair do país para fazer um exame preciso e saber exatamente quais procedimentos os médicos devem tomar”, comentou o médico radiologista e diretor da clínica Maurizio Pedrazzani. Todos os equipamentos são da Siemens e vão passar por atualização periódica, informou o médico.

“Esses equipamentos servem justamente para fazer o diagnóstico com maior precisão e sem causar desconforto ao paciente”, explicou Pedrazzani. Segundo ele, 80% dos casos de câncer nos Estados Unidos atingem pessoas acima de 50 anos. No Brasil, a idade cai para 40 anos. “No mundo inteiro, está sacramentado que a mulher acima de 40 anos tem de realizar a mamografia uma vez por ano. Pedrazzani lembrou que fumantes a partir de 30 anos e não fumantes a partir de 40 anos de idade devem se submeter à radiografia de tórax, para diagnosticar um possível câncer de pulmão.

Inovações

Entre as inovações implantadas pela X-Leme estão o novo aparelho de ressonância magnética Magnetom Symphon, que permite que o médico pode navegue em qualquer parte do corpo humano, através do software 3D Virtuoso. Já nos casos de aneurisma cerebral, com o equipamento chamado Somatom Espirit, o médico pode verificar se a doença está nas veias ou artérias e adiantar o diagnóstico. “Há cinco anos, 50% dos pacientes com esses aneurismas não resistiam às cirurgias. Hoje, fabrica-se uma mini-prótese que é introduzida na pessoa e ela vai embora no mesmo dia em que foi operada – uma verdadeira revolução na medicina”.

Serviço: A X-Leme está localizada na avenida Batel, 1541, Curitiba. Fone/fax: (41) 342-0666.