À beira da grande piscina
e sob coqueirais, o hóspede
ainda avista o mar.

A esquina do mundo. Assim pode ser definido o Arraial d´Ajuda Eco Resort, um empreendimento de lazer que se situa na foz do Rio Buranhém e que tem como marca o conforto, a hospitalidade, os bons serviços e a diversidade de opções para aqueles que nele se instalam para passar alguns dias de veraneio. Mais que apenas o hotel, o hóspede terá variadas opções de lazer e entretenimento.

Se o sossego foi o motivo que o levou ao Eco Resort, é só optar por uma das espreguiçadeiras que ficam à beira da piscina com vista para a bela paisagem do rio e o mar, em frente à sede principal. Outra opção, seria descansar em uma das redes colocadas entre os bem cuidados coqueiros do entorno do hotel ou então em um banco com vista para Porto Seguro. Para completar, uma massagem faz parte do rol de opções que o Arraial d’Ajuda Eco Resort oferece, com três especialistas – um centro de estética e uma sala de musculação também estão à disposição, sem contar a sauna úmida, que tem um acesso exclusivo à piscina de setecentos metros quadrados.

Mas se adrenalina é o objetivo, opções não faltam. Vão desde a visita ao Eco Parque -um dos maiores parques aquáticos da América do Sul com infra-estrutura completa para atender a qualquer faixa etária (160 mil metros quadrados, sendo sessenta mil de área construída) e o único ecológico, até os passeios às praias ao sul de Arraial, com pontos de rara beleza cênica.

O Arraial d´Ajuda Eco Resort é um autêntico resort de praia e aparece como a melhor opção de hospedagem da região. Tem integração total com a natureza, pois está situado numa área de trinta mil metros quadrados em endereço privilegiado: Ponta do Apaga Fogo “Oceano Atlântico esquina com o Rio Buranhém”. Seus ambientes são decorados em estilo tropical e de gosto refinado. Integrado ao cenário de Arraial d’Ajuda e à paisagem natural da região, caracterizada pelo encontro de águas cristalinas, recifes de corais, céu azul intenso, mata atlântica, lindas praias e muito sol.

Cruzando a balsa, o hóspede pode conhecer Porto Seguro, seus agitos e sítios históricos. A vila de Arraial d’Ajuda e seus encantos noturnos estão a cinco quilômetros da sede e a bela e bucólica Trancoso fica a 22 quilômetros.

Estrutura

São 169 confortáveis apartamentos, sendo 157 na categoria luxo (área de quarenta metros quadrados), oito suítes júnior (área de 48 metros quadrados) e quatro suítes master (área de 52 metros quadrados), todos decorados num ambiente clean e equipados com ar-condicionado central, TV a cabo, frigobar, som ambiente, telefone e banheiro privativo. Todos os apartamentos possuem varanda com rede.

Culinária

A cozinha é requintada mas não esquece de privilegiar pratos regionais. Sempre tem um tabuleiro bem baiano com acarajé servido com vatapá, caruru, pimenta e camarão seco (um diferencial). Arroz de viúva, galinha de xinxin, bobó de camarão, carne de sol com queijo coalho e outras delícias da cozinha regional, se integram muito bem com um requintado buffet de saladas e pratos quentes, para satisfazer os mais rigorosos clientes, sempre regados às mais variadas opções de bebidas, desde os vinhos de ótima procedência até os sucos de frutas de época e locais.

Serviço – As diárias para casais custam R$ 345 por casal, incluindo café da manhã, jantar e acesso gratuito e ilimitado com transfer para o Arraial d’Ajuda Eco Parque. Na alta temporada, em julho, o mesmo serviço custa a partir de R$ 379. Para mais informações sobre preços, o telefone é (73) 575-8500, o fax é (73) 575-1550 e o sítio é www.arraialeco.tur.br.

O jornalista viajou a convite do Arraial d’Ajuda Eco Resort.

Um pedaço de Bali no sul da Bahia

Espelho das Maravilhas. O nome se anuncia prepotente, mas pode ser considerado um tanto quanto simplório para definir esse lugar que mais se assemelha com um “naco” de Bali em plena América do Sul. Suas praias de areia grossa e mar quente – sempre protegidos por arrecifes – lembram o pequeno paraíso da Oceania. A Pousada e Restaurante do Baiano, de extremo bom gosto, ficam a cerca de oitenta metros da faixa de areia da praia, que varia de tamanho conforme a maré. Neste meio são distribuídas palmeiras gigantes, distantes o suficiente para não atrapalhar quem quer tomar banho de sol. Bem cuidados, esses espaços são recobertos por uma bem cuidada grama japonesa. O ambiente é completado por espreguiçadeiras, esteiras de palha, almofadões e outros luxos que fazem o visitante se sentir nas nuvens.

Uma pernada de hora e meia coloca ao alcance dos olhos belíssimas paisagens dos coqueirais vistos de cima das falésias, em frente à Pousada do Outeiro, outra opção para quem deseja se isolar do mundo mas não abre mão do requinte.

Além dessas, outras duas pousadas estão situadas ao lado da Vila do Outeiro, um condomínio de milionários e artistas onde o padrão é alto e as belezas naturais mais ainda. Para manter intacto esse verdadeiro patrimônio natural, os restaurantes locais cobram consumação mínima de R$ 30. Mas quando você lá chegar, vai entender que é preciso, pois um lugar assim jamais deveria deixar de existir.

A sugestão da reportagem é que você peça um dourado no Restaurante do Baiano. Irongo, o atendente e decorador do prato, é uma figura delicada que sabe receber visitantes. A opção musical é sua, pois existem mais de oitenta discos e um CD player ali para que você escolha sua trilha sonora de sua “passagem pelo paraíso”.

Barraca Maré

Na Pitinga, bem mais próxima de centrinho do Arraial, a dica é encontrar os amigos para um drinque ou uma cerveja bem gelada na Barraca Maré – Bar & Restaurante. Frutos do mar, carne, peixes, petiscos e outras maravilhas integram o cardápio do local. Vale a pena uma caminhada à beira-mar, com duração de meia hora, para ver de perto as falésias coloridas e a exuberante mata atlântica. O local tem no comando Eduardo Oberlaender.

Outros pontos de visitação obrigatória são as praias de Coqueiros, em Trancoso. Lá você pode aproveitar para conhecer o Quadrado, onde a história se confunde com um período dos anos 70, quando o local foi tomado de “assalto” pelos “bichos-grilos”, que ainda estão presentes. Outro ponto é Caraíva, onde o passeio é bem mochilão selvagem (energia elétrica é desligada às 22h e é obrigatório o uso de lanternas) e o Rio da Barra.

Opções não faltam

Os passeios podem ser feitos independentes ou marcados na agência de passeios operada pelo casal Luís Becker e Viviane Bernardes. Fica anexa à recepção do hotel. Lá você se informa ainda de outras opções de passeios como a subida do Rio Buranhém, mergulho para observação de peixes nos arrecifes de alto- mar (existe a possibilidade de fazer o curso no local, pois Becker é especialista), vôo de parasail (pára-quedas puxado por lancha); passeios de escunas ao norte, ao sul ou o que o turista preferir; passeios de Land Rover 4×4 para todos os destinos no continente – incluído aí o Caraíva Selvagem, com direito a visitar a Aldeia Barra Velha, a maior dos pataxós do sul da Bahia.

Mais informações podem ser obtidas no site www.arraialeco.tur.br ou pelo telefone (73) 575-8500, ramal 417 ou ainda (73) 9979-5306.

Um parque de muitas diversões

Se você estiver em Arraial d’Ajuda entre quinta e sexta-feira, não perca. Uma das principais atrações para quem gosta de adrenalina, aventura e muita diversão, rodeada de segurança por todos os lados, está no Arraial d’Ajuda Eco Parque. O espaço, de 160 mil metros quadrados, sendo sessenta mil de área construída, situa-se a cerca de 4,5 quilômetros da Ponta do Apaga Fogo, a 1,5 quilômetro do centro de Arraial e tem como cenário perfeito uma área de preservação total da mata atlântica junto com o mar esverdeado e quente da Praia do Mucugê.

O centro de lazer tem total infra-estrutura e funciona nestes dois dias das 10h às 17h. Para garantir sossego aos pais, o parque dispõe de um espaço com brinquedos e colchonetes, monitorado por babás, onde as crianças podem ficar. Por meio do sistema de som local, os pais são localizados facilmente se as crianças chamarem por eles.

Para se divertir, basta vontade e disposição. São mais de vinte atrações, desde toboáguas para todos os gostos, rapel, tirolesa (com direito a cair na piscina), piscina de jogos e hidromassagem, base para esportes náuticos e muitas outras atrações à beira da Praia do Mucugê ou na piscina de ondas artificiais que podem atingir até um metro de altura.

O sítio ecológico está aberto à visitação e, se a fome ou a vontade de tomar um drinque aparecer, as opções também são variadas. Petiscos, pizzas, drinques, comidas típicas e muitas outras coisas podem ser encontradas no setor de alimentos e bebidas, que fica entre a praia e a piscina principal (aquela com ondas), com seis barracas e um ótimo atendimento.

O local tem capacidade para atender até três mil pessoas ao dia, vaga para duzentos carros, cinqüenta monitores treinados e capacitados a proporcionar lazer e segurança.

A entrada no parque, para quem não estiver hospedado no Eco Resort, sai por R$ 38 para adultos e R$ 20 para crianças de até 12 anos. Menores disso não pagam. Mais informações podem ser obtidas no sítio www.arraialecoparque.tur.br ou pelo telefone (73) 575-8600. (MR)