O pôr-do-sol é um dos belos
espetáculos naturais que se
destacam no período de seca.

Até o fim de setembro, as regiões sul-mato-grossenses de Pantanal, Bonito e Bodoquena se encontram na estação da seca. O período traz mudanças significativas no cenário local, um dos mais apreciados pelos ecoturistas.

No Pantanal, a escassez de chuvas torna mais fácil a observação de mamíferos. Os animais se concentram nas poucas áreas alagadas e podem ser avistados com facilidade pelos turistas. As belezas do local, reconhecido como Reserva da Biosfera Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), tem uma significativa amostra no Refúgio Ecológico Caiman, empreendimento pioneiro no pantanal sul-mato-grossense.

Localizado numa fazenda de pecuária extensiva de 53 mil hectares, Caiman conta com quatro pousadas que combinam o estilo rústico da decoração com instalações confortáveis em amplas suítes com ar-condicionado e área de lazer com piscina.

O empreendimento oferece passeios em canoas canadenses, a cavalo, nos zebrões (veículos abertos semelhantes aos empregados nos safáris africanos), em bicicletas, além de caminhadas por trilhas ecológicas e focagem noturna de animais. Há também passeios opcionais, como chalana, comitiva de gado e programas especiais de observação de aves e de cavalgadas.

Bodoquena

Já na região de Bodoquena e de Bonito, a estação da seca faz com que as águas da região fiquem mais límpidas, ideais para o mergulho. Na Fazenda Boca da Onça, o turista pode se aventurar em dezenas de cachoeiras, entre elas a Boca da Onça, a mais alta do estado, com 156 metros e diversas piscinas naturais. Em Bonito, uma das três maiores áreas em número de cavernas no Brasil, o turista poderá praticar mergulho, escaladas e passeios em botes no Rio Formoso, além de conhecer a Gruta de São Miguel, uma das cavidades mais antigas do planeta, e a Gruta da Lagoa Azul.

Pacote

A TAM Viagens oferece um pacote que conjuga os três destinos. Com sete noites de hospedagem, dezenove refeições e onze passeios incluídos, há saídas regulares às quintas-feiras e aos domingos. Após desembarcar em Campo Grande, o turista irá para o Refúgio Ecológico Caiman, onde ficará durante quatro noites. Depois disso é oferecido um day use na Fazenda Boca da Onça. As três últimas noites de hospedagem são no Zagaia Eco Resort. O transporte é feito pela Ninhais Transportes.

O preço do pacote é de R$ 2.987 por pessoa em apartamento duplo, até 30 de maio e de R$ 3.213 por pessoa em apartamento duplo, entre 31 de maio e 30 de junho. Mais informações podem ser obtidas na TAM Viagens 0800-555-200 ou, em Curitiba, (41) 219-1270 ou ainda no site www.tamviagens.com.br.