São José do Barreiro está localizada aos pés da Serra da Bocaina, uma pequena cidade que em 1.999 ganhou título de Estância Turística do Estado de São Paulo. Aproveitando os caminhos indígenas que ligavam a serra ao litoral, por volta do século XVII tropeiros vindos de Minas Gerais fizeram destes caminhos suas rotas de comércio.
As imponentes fazendas do café e os sobrados e casarões, hoje são marcos da época em que o município ocupou importante lugar na cafeicultura paulista.

Atualmente, São José do Barreiro, com uma área de 566 km e 510m de altitude na sede do município, tem sua economia centrada na agricultura, pecuária leiteira, no gado de corte e no turismo, que a cada ano vem se desenvolvendo a passos largos em virtude dos vários atrativos, tanto históricos (antigas fazendas e casarões), como religiosos (festas) e naturais (Serra da Bocaina, cachoeiras, Ecoturismo e Turismo Rural), que o município oferece.
A trilha do Ouro tem atraído a atenção de aventureiros de todas as partes do Brasil e do mundo que, com os olhos fixos nas emoções do passado, buscam uma integração com a natureza em meio à exuberância da Mata Atlântica e das Cachoeiras do Parque Nacional da Serra da Bocaina como Santo Izidro, cachoeira das Posses, cachoeira do Veado, entre outras.
Cachoeira do Veado: Sendo a maior do Estado de São Paulo com 200 metros em três quedas, fica na trilha do Ouro, dentro do Parque Nacional da Serra da Bocaina, a 35km da entrada; é necessário autorização especial antecipada do parque para visitá-la e estar preparado para a caminhada que leva dois dias.
Cachoeira das Posses: Com 50 metros de queda oferece área apropriada para lazer e entretenimento com espaços para pic-nic e acampamento. Fica a 8 km da entrada do Parque.
Homens, mulheres e crianças, os chamados “mochileiros” pela gente simples que mora no interior do Parque, enchem de cor e alegria a “Trilha do Ouro”, numa caminhada de 3 dias entre a Serra da Bocaina e o mar.