Divulgação/SPCVB
Mercado Municipal merece uma parada demorada no sábado para ?abastecer?.

No próximo dia 21 de outubro, acontece o Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1. Quem quiser acompanhar a última prova da temporada deve se apressar, já que restam poucos ingressos para o evento, que promete atrair mais de 100 mil visitantes nos três dias de realização. A capital brasileira dos negócios reservará nesses três dias muita velocidade no Autódromo de Interlagos, na zona sul, muitas opções de diversão para ocupar o tempo entre um treino e outro. A programação do GP Brasil começa no dia 19 de outubro, às 10h, com o primeiro treino livre. O término das atividades está previsto para as 15h30. No dia seguinte, os treinos vão das 11h às 15h. Ou seja, dois dias com tardes e noites propícias para programar passeios pela metrópole.

Para ter o melhor custo/benefício, há uma programação que rende boas imagens, não depende de guias e custa pouco. Apenas com o uso do metrô (o bilhete unitário custa R$ 2,30) é possível traçar um roteiro que contemple alguns dos mais tradicionais pontos turísticos da megalópole. Para quem não conhece bem a cidade, o melhor é pedir a um taxista para levá-lo até a estação mais próxima do metrô. São Paulo conta, hoje, com quatro linhas (azul, verde, vermelha e lilás). Certamente, não ficará cara a corrida. Dentro do sistema, o primeiro passo é chegar à Estação da Luz (linha azul), para visitas ao Museu da Língua Portuguesa e Pinacoteca do Estado.

Inaugurado há poucos meses, o museu guarda história dos idiomas e transmite dados sobre a língua-pátria de maneira lúdica, abusando dos recursos high-tech. Logo do outro lado da rua está a Pinacoteca, com um acervo de mais de 100 mil obras.

Pit stop no Mercado Municipal

Próxima parada, ainda na linha azul, é a Estação São Bento, para degustar a dupla mais famosa da ?terra da garoa?: sanduíche de mortadela e pastel de bacalhau, do Mercado Municipal. Porém, antes de chegar lá, uma passadinha pela Rua 25 de Março, onde todos (ou quase todos) os sonhos podem ser realizados. Lá são encontrados desde jogos eletrônicos a massageador para a cabeça e roupas.

Para terminar o dia, uma ?fugidinha? pela linha verde, que o levará ao cartão-postal da cidade, a Avenida Paulista. Descendo na Estação Brigadeiro, já à noite, prepare-se para uma caminhada de 40 minutos para cruzar a via com seus arranha-céus tradicionais. Contemplar o triangular prédio da Fiesp, fotografar a fachada da Fundação Cásper Líbero, dar uma volta pelo Conjunto Nacional, Fnac ou pelas livrarias ao longo da mais romântica via paulistana.

Segundo dia

Depois do segundo dia de treino, o passeio será de novo pelas linhas azul e verde, e também pela linha vermelha do metrô. Começando pela azul, o objetivo será a Estação Liberdade, que leva o nome do bairro onde japoneses se instalaram há algumas décadas e o transformaram em verdadeira viagem ao Oriente, evidenciando a tradição com suas luminárias diferenciadas, com próprio sotaque fácil de perceber pelas ruas. Os mercados e lojas são as pedidas para os visitantes.

Depois disso, a penúltima parada será na Estação República, onde o entorno reserva pontos tradicionais, como o grandioso Edifício Itália, de onde é possível avistar a cidade de ângulo conquistador. E também o prédio do Banespa. E na própria Praça da República é possível se surpreender com os artigos da feirinha de artesanato que revela grandes artistas a cada fim de semana.

E para terminar o dia em grande estilo, a última parada – que não pode faltar no programa de todo turista que passa pela metrópole: conhecer os barzinhos da Vila Madalena, ou Vila Madá, como os paulistanos carinhosamente chamam o reduto mais eclético da cidade. Por lá, gente famosa, intelectuais e pessoas bonitas convivem no mesmo espaço. Para chegar basta descer na Estação Vila Madalena do metrô. O movimento das pessoas logo indicará as vias mais badaladas.

GP Brasil de F1
GP Programa fecha com a emoção do GP, no domingo, dia 21 de outubro.

A corrida

Depois de tudo isso, domingo é dia de corrida. A programação começa às 12h30 com desfile dos pilotos, mas a prova está marcada para as 14h30. Segundo a organização do evento, os portões serão abertos às 7h para que não haja tumulto no acesso do público. No final das 71 voltas o vencedor da prova – e quem sabe da temporada – será conhecido. Se for brasileiro, a visita estará completa. Agora, é calibrar pneus e partir para a pole position.

Pacote

A operadora BWT, de Curitiba, oferece um pacote para quem quiser curtir o GP de Fórmula 1 em São Paulo. Inclui passagens aéreas Curitiba-São Paulo-Curitiba, seguro-viagem Travel Ace, acompanhamento de guia, duas noites de hospedagem em hotel de categoria turística superior (apartamento duplo e café da manhã), traslado para autódromo (dois dias), ingressos para treino e corrida no setor escolhido e kit de viagem (mochila, camiseta, capa de chuva, almofada e protetor auricular). Preços: a partir de R$ 1.326 (à vista). Mais informações: (41) 3323-4007 e www.bwtoperadora.com.br.