O governo britânico anunciou oficialmente, na semana passada, que não irá exigir visto de entrada para os brasileiros. Para o VisitBritain, órgão oficial de turismo do Reino Unido, a notícia só vem ratificar a importância do Brasil como mercado estratégico entre os países emergentes e com grandes perspectivas de crescimento nos próximos anos.

Tanto é que o VisitBritain acaba de nomear um novo gerente para a América Latina que terá como base o escritório de São Paulo. Robin Johnson, atualmente gerente de Estratégia do VisitBritain para os Jogos de 2012, assumirá o cargo de gerente para a América Latina a partir de abril.

Em sua nova função, Robin Johnson, que é graduado pela Universidade de Cambridge em Línguas Modernas e já morou no Brasil entre 1988 e 1994, responderá pela implementação de novas estratégias nos mercados latino-americanos, incluindo campanhas para o consumidor final.

“Encaramos a América Latina e o Brasil, em especial, como mercados com grande potencial”, explica. “Uma das minhas atividades será explorar novas oportunidades de marketing para inspirar brasileiros, mexicanos, argentinos e turistas latinos em geral a conhecer a rica herança histórica e a vibrante cultura britânica.”

Real x libra

Robin Johnson assume em um momento em que, apesar da crise global, o real tem se mantido estável em relação à libra esterlina: a cotação fechou no último dia 10 em R$ 3,33 para cada 1 libra.

Além disso, com a desvalorização da libra esterlina diante do euro, o Reino Unido tornou-se um destino economicamente atraente e competitivo para os viajantes que visitam a Europa.

O Reino Unido está agora 15% mais barato para turistas da eurorregião (e 25% para os turistas americanos). Muitas casas de câmbio britânicas já trocam 1 libra por 1 euro. Graças a isso, o período de baixa econômica permite ótimos negócios em voos, hospedagem e atrações.