Quem quiser pode optar pelo curso de inglês aliado ao mergulho e ainda obter uma certificação internacional.

A Austrália é um país muito conhecido, entre outras coisas, pelas boas ondas para o surfe. Mas o que a maioria das pessoas desconhece são outros atrativos e esportes interessantes para quem pretende fazer intercâmbio para estudar inglês e aproveitar para conhecer melhor o país dos coalas. Há escolas que oferecem, juntamente com os cursos de inglês, modalidades de esportes como golfe, tênis, mergulho e até programa no Centro de Conservação de Golfinhos na Austrália. ?Assim como o surfe é aliado ao estudo da língua inglesa, os pacotes de intercâmbio com outros esportes faz com que o aprendizado da língua se torne divertido e descontraído?, explica Marcela Cravo, diretora de marketing do Australian Centre, um centro especializado em intercâmbio na Austrália.

Um exemplo é o pacote de intercâmbio que une o aprendizado da língua com aulas de golfe. Inclui quinze horas/aulas de inglês e uma hora para prática do esporte, realizado duas vezes por semana, com duas sessões práticas em driving range (terreno onde o aluno treina tacadas). Esse pacote ainda dá direito a duas rodadas completas do esporte, uma delas no final de semana. Cada aula desse esporte tem duração de duas horas, mas pode aumentar caso o aluno deseje.

O tênis é mais uma opção para os que gostam de esportes. Também são quinze horas de aulas do idioma e o treinamento da modalidade acontece três vezes por semana, com duas horas de duração.

Programas possibilitam aproveitar a natureza: a proposta é oferecer um aprendizado divertido.

Para aqueles que preferem trabalhar com os animais, o Australian Centre oferece o curso de inglês aliado à convivência com golfinhos. ?Os participantes atuam como voluntários no renomado Centro de Conservação de Golfinhos na Austrália e aprendem a cuidar e como lidar com o animal, além de obter uma maior consciência ecológica?, continua Marcela. Esse programa existe apenas na cidade de Perth, onde o estudante tem acomodação em dormitório.

Existe também a visitação a dois tipos de safáris: o de corais, em que os estudantes aprendem mais sobre a vida marinha ou o safári tropical, que leva expedições às florestas australianas. No de corais, o aluno estuda meio-período, tem cinco dias de aulas de mergulho, dois dias de excursão e uma viagem para a barreira de corais. Na visitação ao safári tropical, o estudo da língua também é feito em meio-período, com excursões por florestas, barreiras de corais e outback (região deserta do país). Os dois programas incluem rafting, viagens de mergulho e uma média de quinze horas/aulas por semana.

Já os estudantes que gostam da natureza aquática, mas não da crista das ondas e, sim, por baixo delas, o Australian Centre oferece também o curso de inglês aliado ao mergulho para que o estudante descubra a beleza da vida submarina australiana. Os participantes podem treinar para conseguir a Certificação Internacional de Mergulho em águas abertas ou apenas praticar o esporte. O programa inclui quinze horas por semana de aulas de inglês, aulas regulares de instrução de mergulho, mergulhos em piscina e no oceano. Disponível na cidade de Cairns.

O surfe, esporte mais praticado no país, também não poderia ficar de fora dessas combinações de estudo. Esse programa tem duração de duas semanas e combina aulas de surfe e de inglês. As aulas deste esporte são ministradas em algumas das melhores praias da Austrália. Na escola de surfe é possível aprender técnicas, discutir a atividade com surfistas australianos e aprender o básico de primeiros socorros. Cada aula tem duração de duas horas, e o aluno pode pagar por quantas quiser. Disponível em Manly, praia ao norte de Sydney.

Há ainda opção de música e artesanato

Para aqueles que preferem algo mais calmo, é possível estudar e participar de atividades como ioga, aprender a tocar e a fazer didjeridoo (típico instrumento musical aborígene), visitar estúdios de arte e música, ter aulas de arte, curso de massagem, bijuterias, além de outras com duração de duas ou quatro semanas.

Há também cursos de diferentes instrumentos musicais como guitarra, piano, bateria, saxofone e outros. Essas aulas são ministradas na Academia de Música de Byron Bay, situada a poucos metros da escola com três aulas individuais de sessenta minutos, com duração de duas a quatro semanas.

Mas vale ressaltar que todos os pacotes mencionados estão sujeitos à análise de disponibilidade e alterações feitas pelas próprias escolas. ?O mais interessante desses programas de intercâmbio é que é possível interagir com hábitos, costumes e valores não só australianos, como de todas as partes do globo, já que o país é dos mais multiculturais do mundo?, finaliza Marcela Cravo.

Australian Centre

O Australian Centre é um centro especializado em intercâmbio cultural para a Austrália e Nova Zelândia. Tem uma equipe de consultores formada academicamente, que atua profissionalmente na Austrália e  possibilita a realização de programas educacionais em qualquer lugar da Oceania, considerando todos os tipos de cursos, desde o colegial até especializações universitárias. Mais informações: www.estudenaaustralia.com.br ou (11) 5042-1074.