O turismo pode influenciar diretamente no desenvolvimento econômico e social do Brasil. É a partir dessa premissa que o 30.º Congresso da Abav, que irá acontecer entre os dias 21 e 25 de agosto, em Recife (PE), vai incentivar o debate de idéias e trazer soluções para o setor.

A partir do tema central “Turismo forte, país desenvolvido” e da abordagem principal “A valorização profissional do agente de viagens”, os participantes poderão conhecer a nova postura profissional do agente de viagens, as novas oportunidades de negócios geradores de divisas e empregos e, finalmente, como superar os desafios impostos pela globalização.

Durante esta trigésima edição do Congresso da Abav, especialistas renomados estarão transmitindo seus conhecimentos e apresentando novas situações de gestão para os agentes de viagens. Na plenária intitulada “A importância da atuação parlamentar na valorização profissional e no desenvolvimento da atividade” será apresentado um panorama sobre as novas leis que tramitam no Congresso e por que estarão mudando o destino do turismo nacional.

Principal bandeira de luta da Abav nos últimos anos, a regulamentação da atividade terá destaque já que representa o momento mais aguardado pelo agente de viagens. Na mesma plenária, os profissionais debaterão a adoção do Simples pelas agências – uma solução para a recuperação da rentabilidade do setor.

A Abav apresentará também o plano de ação que vem sendo desenvolvido pela entidade para oferecer a certificação profissional, fruto de um acordo de cooperação técnica com o Instituto de Hospitalidade um centro educacional mantido pela Fundação Odebrecht e pela Fundação Banco do Brasil, com apoio da Organização Internacional do Trabalho (OIT) .

Na plenária “O mundo turístico em debate – o cenário frente às grandes transformações”, o ministro do Turismo e os presidentes das principais entidades internacionais analisarão as transformações do setor após a crise norte-americana.

Em ano de eleições presidenciais, o assunto não poderia ficar de fora. Por isso, os coordenadores de campanha dos principais candidatos estarão apresentando suas propostas e sendo sabatinados pelos profissionais de turismo.

Será também uma oportunidade para os agentes de viagens cobrarem dos futuros governantes uma política concreta de incentivo ao turismo para os próximos quatro anos.

No encerramento do congresso, será realizado o Fórum do Agente de Viagens – a antiga tribuna livre, que é um espaço democrático para a apresentação de idéias dos profissionais que podem se concretizar em novos projetos para o turismo.

As plenárias vão ocorrer de quinta (dia 22) a sábado (dia 24) no auditório Guararapes do Centro de Convenções.

Este é o último congresso itinerante da entidade. A partir do ano que vem, o evento será fixo no Rio de Janeiro.