No domingo seguinte à derrota para o brasileiro Demian Maia no UFC 198, disputado na Arena da Baixada, o lutador Matt Brown foi agredido por seu ex-treinador no hotel em que estava hospedado, na Avenida Sete de Setembro. A esposa de Brown, Collenn Brown, informou no Twitter que o agressor era o brasileiro Rodrigo Botti, ex-treinador de jiu-jitsu do lutador americano. Botti teria invadido o hall do hotel para tirar satisfações com Brown.

Só para lembrar, Brown havia ficado de costas para o público no momento da pesagem do evento, realizada na sexta-feira (13). Pela rede social, a esposa do lutador reclamou da organização do UFC. “Estou desapontada com a segurança do UFC. Espero sinceramente que tomem melhores medidas para que nenhum outro lutador passe pelo que o Matt passou”, tuitou.

Conforme o blog AGFight, o motivo da desavença seria uma rixa de um treino quando Botti trabalhava com Brown nos Estados Unidos, no ano passado. A Polícia Civil não registrou nenhum boletim de ocorrência sobre a agressão.