Muitos acreditam que somos capazes de eliminar toxinas presentes em nosso organismo através do suor – é para isso que servem as saunas e as termas, certo? Para desintoxicar e purificar o corpo.

Talvez não. Apesar de saunas serem relaxantes (na maior parte dos casos), a idéia de que podemos eliminar toxinas com o suor não é comprovada cientificamente.

A verdade é que suar é a maneira do corpo regular a temperatura. Como temos sangue-quente, precisamos controlar a temperatura para que não haja um superaquecimento. Quando estamos com calor, o corpo libera pequenas gotas de água que evaporam, causando uma sensação refrescante na pele e reduzindo nossa temperatura através da sua evaporação.

Órgãos como o fígado nos ajudam a liberar as toxinas, mas as glândulas sudoríparas de nossa pele não. Suar pode até baixar sua temperatura, mas não vai purificar seu organismo. Aliás, tentar liberar as toxinas desse jeito pode ser fatal.

Um sujeito chamado James Arthur Ray, um entusiasta New Age dos EUA, convenceu pessoas a participar de uma cerimônia “revolucionária” em uma sauna. Depois de uma hora na pequena sauna, alguns participantes começaram a passar mal e a vomitar. Alguns desmaiaram.

As pessoas tentavam sair, mas Ray as encorajava a ficar e a terminar a cerimônia. O resultado foi que três participantes morreram e 18 foram hospitalizados.

A causa exata da morte das pessoas não foi determinada, mas médicos dizem que saunas causam inalação de fumaça, sufocamento, desidratação e choque térmico.

A purificação encontrada em saunas é, em parte, psicológica. Usadas há milênios, saunas e termas podem até levar a uma iluminação emocional, mas não limparão seu organismo. Na verdade, podem até prejudicá-lo.

Fonte: Saunas podem ser mortais.